PF faz devassa no Ministério do Meio Ambiente em dia de CPI da Covid | Reconvale Noticias




No dia em que o ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, presta depoimento à CPI da Covid, a Polícia Federal faz uma devassa no Ministério do Ambiente que tem como alvo o ministro Ricardo Salles.

As buscas e apreensões foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, e os 35 mandados estão sendo cumpridos em Brasília, São Paulo e Pará.
De acordo com a PF, o objetivo da ação Akuanduba, desta manhã, é apurar suspeitas de crimes de corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e facilitação de contrabando que teriam sido praticados por agentes públicos e empresários do ramo madeireiro.

A decisão do STF suspende eficácia de despacho do IBAMA, de 2020, que permitia a exportação de madeiras sem a necessidade de emissão de autorizações.​
A PF assegura que foram exportadas, ilegalmente, cerca de 8 mil cargas de madeira com o despacho fajuto.
Ou seja, os indícios de corrupção no governo Jair Bolsonaro são mais concretos que batom na cueca.
A operação Akuanduba tem a ver com a divindade dos índios Araras, que vivem no Pará.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem