Quais são as frutas ácidas e as não ácidas? Veja as vantagens de cada grupo | Reconvale Noticias

 Laranja, limão, morango, abacaxi e maracujá. Sabe o que essas frutas possuem em comum? Todas elas são ricas em vitamina C e fazem parte do grupo de frutas cítricas (ou ácidas), também conhecidas como "azedinhas". Mas será que você sabe diferenciar quais são as frutas ácidas e não ácidas? Nessa 




matéria, nós separamos as principais vantagens de cada grupo e explicamos as suas diferenças. Afinal, o que não falta é motivo para consumir diferentes tipos de frutas todos os dias!
Frutas ácidas (ou cítricas) são ricas em vitamina C, antioxidantes e ácidos cítricos

A principal vantagem do grupo de frutas cítricas, sem dúvidas, são os nutrientes que elas carregam! Caracterizadas pelo sabor ácido (devido à grande concentração de ácidos cítricos), essas frutas são compostas por uma quantidade intensa de vitamina C, um nutriente antioxidante muito conhecido por fornecer energia e melhorar a imunidade.

Além dessa vantagem, as frutas ácidas também ajudam na formação e manutenção da saúde das células do corpo. Elas aumentam a absorção de ferro, previnem anemias, são pouco calóricas, extremamente nutritivas e ainda fazem muito bem para a saúde pele, já que ajudam na produção de colágeno. Assim, uva, morango, tangerina, limão, laranja, abacaxi, maracujá, kiwi e acerola são algumas das frutas que fazem parte desse grupo.
Frutas não ácidas são divididas em subgrupos e costumam ser indicadas para quem sofre de azia

Fontes de fibras, antioxidantes e vários nutrientes essenciais para a nossa rotina, as frutas não ácidas são naturalmente mais doces e não possuem ácidos em sua composição. Na verdade, esse grupo é subdividido em duas categorias de frutas não ácidas: as mais doces (como abacate, manga, pera, banana, melão, maçã e coco) e as oleaginosas (como damasco, ameixa seca e figo).

Nessa divisão, as doces são caracterizadas pelo sabor naturalmente adocicado das frutas e as oleaginosas se destacam pela presença de gorduras insaturadas e por serem ótimas fontes de ômega 3. Além dessas vantagens, as frutas não ácidas são as mais indicadas para quem sofre com problemas no estômago, como a sensação de queimação, irritação e desconforto causada pela azia.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem