Bolsonaro critica Felipe Neto, ironiza Mandetta e chama Bonner de "o maior canalha que existe"


Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, nesta quinta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro criticou a imprensa brasileira, chamou o jornalista William Bonner de "o maior canalha que existe", atacou o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e o youtuber Felipe Neto.

A declaração sobre o âncora do Jornal Nacional se deu em fala de Bolsonaro sobre a suspensão da compra de seringas pelo Governo Federal. Segundo o presidente, "vai ter seringa para todo mundo".

"Pessoal da imprensa, sem vergonha, William Bonner, sem vergonha, vai ter seringa para todo mundo. William Bonner, por que seu salário foi reduzido? Porque acabou a 'teta do governo'. Quase R$3 bilhões por ano para a imprensa, e boa parte para vocês. Acabou a grana, William Bonner. E outra coisa, que vergonha, você defende tanto salário igual, de homem e mulher, né? Por que a Renata [Vasconcelos] ganha metade do que você ganha?", questionou Bolsonaro. A diferença salarial entre os apresentadores do telejornal é motivada pelas diferentes funções que ambos exercem na emissora em que trabalham.

O presidente retomou o assunto das seringas, afirmando que não ocorrerá um desabastecimento para a imunização contra outras doenças. "Agora estão dizendo que vai faltar seringa para outras doenças. São canalhas. Bonner, você é o maior canalha que existe, o tempo todo mentindo", disse.

Perguntado sobre o motivo da Ivermectina, medicamento sem eficácia comprovada, não ser distribuída à população como método de prevenção para infecções graves do novo coronavírus, Bolsonaro ironizou indicação de Luiz Henrique Mandetta que, enquanto ainda era ministro da Saúde do Governo Federal, pediu que as pessoas só recorressem ao hospital em casos de falta de ar. "Vão oferecer o que? Vão dar uma de Mandetta? Quando tiver falta de ar vai para o hospital? Ô Mandetta, fazer o que no hospital se não tem remédios?", disse.

O presidente ainda criticou o youtuber Felipe Neto, que recentemente se desculpou após participar de partida de futebol. O empresário vem ganhando destaque ao criticar, nas redes sociais, festas e aglomerações promovidas durante a pandemia.

"A gente está vendo artistas globais correndo na praia, jogando futebol... O Felipe Neto, né? Daí ele coloca no Twitter dele: 'Quando eu saía do gol e ia para frente eu botava máscara'", comentou Bolsonaro.
O empresário Felipe Neto e o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta foram convidados do Roda Viva em 2020. Assista à íntegra das entrevistas:
                         Fonte : cultura.uol.com.br


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem