[Vídeo] Bolsonaro, o “Anjo da Morte”, incentiva aglomeração durante o Natal


O presidente Jair Bolsonaro incentivou a aglomeração durante o Natal em uma entrevista para seu filho, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), publicada nas redes sociais neste sábado (19).

Depois de esculhambar a vacina, desacreditando o imunizante, o presidente disse que as pessoas podem se reunir com a família sem problema algum. No entanto, as autoridades de saúde recomendam que não, que haja distanciamento nas festas de fim de ano para conter o avanço da covid-19.

“Abraço para todo mundo, bom Natal, bom fim de ano e um excelente 2021 para todos”, despedia-se Bolsonaro, quando foi provocado pelo filho sobre a aglomeração natalina.

O “Zero Três” então perguntou ao pai se podia se reunir no Natal. “Mas pode se reunir no Natal com a família?”, questionou Eduardo.

“Pode, qual o problema?”, indagou o presidente da República, incentivando aglomeração no Natal.

“Tem gente dizendo que vai mandar a polícia… Olha, como militar e como policial pensa da mesma maneira, ordem absurda não se cumpre. Eu duvido que o policial militar em São Paulo vai meter o pé na porta do apartamento, que tem lá o o pai alguns filhos reunidos comemorando a Ceia de Natal”, disse Jair Bolsonaro, comportando-se como um “Anjo da Morte”.

“O policial militar de folga, obviamente, vai estar celebrando [o Natal]”, completou Eduardo Bolsonaro.

Na prática, pai e filho sabotam as autoridades sanitárias brasileiras ao incentivar continuadamente aglomerações durante a pandemia.

Bolsonaro é o “Anjo da Morte”.

Assista ao trecho da entrevista:

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem