Notícias de Última Hora

CRUZ DAS ALMAS: Vereador Valter Lucas não está com covid-19; afirma secretária de saúde

Durante coletiva promovida pelo Governo Municipal, na manhã desta sexta-feira (20), para expor a imprensa local sobre as medidas cautelares que o Executivo vem tomando para prevenir a disseminação do coronavírus no município, a Secretária Municipal de Saúde, Aline Pires, disse que até o momento só há quatro casos suspeitos que estão tendo acompanhamento por parte de uma comissão formada por profissionais da saúde ligados a vigilância sanitária e epidemiológica. Questionada por um radialista sobre o caso do vereador, Pastor Valter Lucas, que declarou em público estar com suspeita de coronavírus, a secretária disse que o vereador foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA24h) e logo após foi liberado pela equipe plantonista por o mesmo não ser considerado como suspeito, pois não se enquadrava nos sintomas de Covid-19.
Segundo informações obtidas pela reportagem do Jornal Forte no Recôncavo após a coletiva, uma mulher que era considerada suspeita (uma das quatro suspeitas), foi encaminhada para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, onde lá foi constatado de que a mesma não se enquadra nos sintomas característicos do coronavírus, sendo assim descartada a suspeita.
Fake news nas redes sociais
A coletiva que aconteceu na Biblioteca Municipal, contou também com a presença do prefeito Orlandinho, do vice-prefeito, Max Passos e do procurador do município, Dr Vagner Santana, que foram unanimes em dizer que órgãos de imprensa local a exemplo do Jornal Forte no Recôncavo são fortes instrumentos, capazes de contra atacar as inúmeras fake news divulgadas em grupos de WhatsApp. Uma das fake dizia que operários da fábrica de calçados Bibi tinham contraído a covid-19. Já uma outra fake afirmava que o prefeito havia baixando um decreto para fechar lojas da cidade. O prefeito alertou! Pessoas detectadas disseminando fake news, poderão responder judicialmente e, que os números coletados juntamente com o print da falsa divulgação serão encaminhados para o Ministério Público Federal e para a Polícia Federal.
                  F: #ForteNoRecôncavo

Nenhum comentário