"Vamos acabar com o cocô do Brasil. Essa raça de comunistas", diz Bolsonaro - Reconvale Noticias

"Vamos acabar com o cocô do Brasil. Essa raça de comunistas", diz Bolsonaro

Share This


Parecendo estar em campanha eleitoral, presidente Jair Bolsonaro inaugura escola com seu nome e esbraveja no Nordeste: "Vamos acabar com o cocô do Brasil. O cocô é essa raça de comunistas. Vamos mandar essa turma para a Venezuela e Cuba"
Em passagem pelo Piauí, estado que é governado pelo petista Wellington Dias, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) discursou contra militantes de esquerda e afirmou que quer “varrer a turma vermelha do Brasil” nas próximas eleições.
Parecendo estar em campanha eleitoral, o presidente voltou a mencionar a palavra ‘cocô’ em seu discurso. A declaração durante a inauguração de uma escola na cidade de Parnaíba (PI). Bolsonaro esteve acompanhado do prefeito Francisco Assis Moraes de Souza, o Mão Santa (MDB-PI).
“Quando a gente vê, agora pelo Brasil, alguns governadores querendo separar o Nordeste do Brasil, esses cabras estão no caminho errado. O caminho para o Brasil é um só. Um só povo, uma só raça, uma só bandeira verde e amarela”, afirmou Bolsonaro.
“O Mão Santa me disse agora há pouco, que nós vamos acabar com o cocô no Brasil. O cocô, essa raça de corruptos e comunistas. Nas próximas eleições, nós vamos varrer essa turma vermelha do Brasil”, continuou o presidente.

“Já que na Venezuela tá bom, vou mandar essa cambada para lá. Quem quiser ir um pouquinho mais para o Norte, vai até Cuba. Lá deve ser muito bom também”, acrescentou.

Vídeo:

"Vamos acabar com o cocô do Brasil. O cocô é essa raça de corruptos e comunistas. Vamos varrer essa turma vermelha do Brasil."

A coisa fica mais grave quando a gente lembra que todo mundo que não segue a cartilha é comunista
53 pessoas estão falando sobre isso
Em outro trecho do discurso, Bolsonaro disparou ataques à candidatura de Alberto Fernández e Cristina Kirchner à presidência da Argentina. A declaração ocorre dias após o presidente fazer visita ao Rio Grande do Sul e afirmar que, se a dupla vencer as eleições do país vizinho, argentinos fugiriam para o Brasil.
“Nós juntos vamos varrer o comunismo do Brasil. Olha o que está acontecendo na Argentina agora. A Argentina está mergulhando no caos. A Argentina começa a trilhar o rumo da Venezuela, porque, nas primárias, bandidos de esquerda começaram a voltar ao poder. O Brasil tem a sua vocação, tem a sua cultura, tem a sua tradição judaico-cristã”, afirmou.
Bolsonaro também emendou elogios ao Estado do Piauí com críticas ao que chamou de “ideologia de gênero”.
“O Piauí tem tudo. Tem terra, tem água e tem um povo maravilhoso. E mais do que isso, tem um povo que acredita em Deus. Nós respeitamos todas as religiões, mas 90% da população é cristã. O Estado é laico, mas nós aqui somos cristãos e acreditamos em Deus. Acabou a história de bagunçarem com a família brasileira. A família brasileira é sagrada. Nas escolas, cada vez menos, estamos vendo aquele lixo, aquela coisa do capeta chamada ideologia de gênero”, declarou. “Agora, vocês têm um governo cristão.”
Na cidade de Parnaíba, o presidente inaugurou uma escola militarizada com o seu nome. Na agenda de Bolsonaro, há ainda a inauguração de uma avenida com nome do ex-presidente João Figueiredo, que esteve no poder durante a ditadura (1979-1985).
com informações de AE e CartaCapital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages