Por que cheiro de bebê é tão bom? A Ciência explica - Reconvale Noticias

ULTIMAS POSTAGENS

Por que cheiro de bebê é tão bom? A Ciência explica


Você já deve ter percebido que os bebês, especialmente os recém-nascidos, não são só fofinhos, eles também são muito cheirosos. Mas, será porque o cheiro de bebê é tão bom? O que será que faz com que eles cheirem assim?

Para quem nem imagina sobre o que estamos falando, a gente lamenta. É provável que nada nessa vida cheire tão bem quanto cheiro de bebê. Então, assim que você tiver uma oportunidade, não deixe de cheirar um bebezinho!



Mas, voltando ao papo do início, embora a Ciência ainda não explique, exatamente, o fator responsável por esse cheirinho maravilhoso, já está comprovado que o cheiro de bebê “encanta” os adultos.
Por que o cheiro de bebê é irresistível?

Para os cientistas, existem duas explicações possíveis para esse poder que o odor do bebê tem sobre as pessoas: uma afirma que o cheiro vem do venix caseoso, a substância esbranquiçada que cobre o corpo do bebê até o nascimento.

A segunda diz que o cheiro de bebê vem das glândulas sebáceas da criança. Nesse caso, os pesquisadores acreditam ainda que a informação liberada pelo cheirinho seja proposital, adquirido no processo evolutivo.




Conforme especialistas, esse cheiro teria o poder de garantir o vínculo emocional com a criança, sem o qual elas não sobreviveriam. O cheiro de bebê, nesse caso, seria um forte gatilho emocional, capaz de despertar sentimentos de afeto, proteção e atenção.

Estudiosos apostam ainda que esse cheirinho maravilhoso tenham feito toda a diferença entre a extinção de nossa espécie e a continuação da humanidade.


Interessante, não? Você sabia que esse cheiro bom de bebê tinha tanto poder?

Agora, falando em bebês, você precisa desvendar mais esse fato interessantíssimo que acontece antes mesmo do nascimento: Para onde vai o xixi e o cocô do bebê na barriga da mãe?

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário