Ultimas Noticias

Contraída em banheiro público, bactéria faz pele de mulher 'apodrecer e cair'


Um ano após ser diagnosticada com acne, uma mulher de 33 anos descobriu que os sintomas dos quais reclamava eram, na verdade, consequência de uma infecção por uma bactéria. Moradora da Carolina do Sul (EUA), Rachel Star Wthers foi infectada pela Klebsiella oxytoca ao lavar um rosto em um banheiro público.
Apenas após pedir desesperadamente aos médicos e apresentar sintomas sérios, a paciente passou por exames. Rachel apresentava, segundo Daily Mail, reações em todo o corpo, incluindo feridas que sangravam e deixavam buracos em seu rosto. 

"Notei que meu tórax começou a ficar vermelho aleatoriamente, por cerca de cinco a 10 minutos, antes de se dissipar", contou Rachel. "Eu me tornei constantemente exausta e comer era difícil, porque tudo me deixava enjoada. No total, perdi 9,5 kg".

Os profissionais decidiram, então, colocá-la em uma área de isolamento, por suspeita de peste ou lepra. A paciente passou oito noites isolada, com soro e morfina para a dor. 

"Eu deveria ter as partes infectadas do meu rosto cortadas para testes, mas enquanto esperava pelo cirurgião plástico, as partes mortas do meu rosto e da minha perna apodreceram e caíram. Novo tecido começou a crescer nos primeiros dias", acrescentou. 

Apesar do sucesso do tratamento, os médicos não tinham certeza da infecção contraída pela paciente. Os profissionais indicavam que ela foi infectada por uma bactéria que não é encontrada nos EUA, durante uma viagem à Ásia algumas semanas antes do início dos sintomas. A maior probabilidade era Klebsiella oxytoca. 

"Meus documentos de alta hospitalar têm apenas 'infecção' como diagnóstico final", criticou Rachel. "Antes de ser admitido no hospital, vi 10 médicos diferentes e, depois que entrei no hospital, tive cinco médicos observando meu caso". 

Após o tratamento, a paciente ficou com algumas cicatrizes no rosto. Ela acrescentou que precisa de medicação para dormir e ainda apresenta, em alguns momentos, manchas vermelhas que desaparecem, no tórax e nas cicatrizes.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário