Ultimas Noticias

Derrotado nas urnas, acusado de abusos em CPI e rejeitado por Bolsonaro, Malta entra em depressão! Leia e compartilhe…


Senador não reeleito pode vir a ser alvo de investigações que provocariam um constrangimento no futuro governo. Malta se abala, por receio de cadeia

Magno Malta (PR-ES) não conseguiu se reeleger senador. Foi engolido nas urnas do Espírito Santo por um gay assumido — Fabiano Contarato (Rede). Contarato é professor e delegado de polícia. Malta teve forte atuação no golpe que derrubou a presidenta Dilma, tem posições homofóbicas e é acusado de cometer vários crimes.

Como se não bastasse o impacto de perder para um homossexual, Magno Malta foi rejeitado por Jair Bolsonaro. Ao que tudo indica, não ocupará nenhum ministério, ao contrário do que pensou.


Segundo nota do site direitista “O Antagonista”, o capitão teme que o senador possa vir a ser alvo de investigações que provocariam um constrangimento no futuro governo.
Depressão

Diante de tantos fatos desfavoráveis, Magno Malta se sente abandonado e está em forte depressão, de acordo com bastidores de Brasília. O reacionário pastor evangélico deve estar com medo de cadeia, uma vez que perdeu o foro privilegiado.
Corrupção

Segundo o site Gazeta do Povo, senador Magno Malta já foi indiciado por suspeita de participação na Máfia dos Sanguessugas”. Malta foi também acusado de abusos na CPI da Pedofilia.

O cobrador Luiz Alves de Lima, preso após exposição nessa CPI, foi inocentado pela Justiça sete anos depois e agora quer que o pastor pague pelos excessos que cometera. Em 2010, Malta usou forte e criminosamente o caso desse cobrador para se eleger ao Senado. .

Quarto escalão

De acordo com analistas políticos, Bolsonaro talvez ainda dê uma vaguinha em seu governo para Magno Malta. Mas provavelmente será um carguinho de terceiro ou quarto escalão. Tempos difíceis para o pastor. Muito diferentes de alguns recentes anos atrás.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário