Ultimas Noticias

Salsaparrilha para tratar a psoríase

Saiba como tratar a psoríase, uma doença causada por uma deficiência no sistema imunológico identificada pela presença de erupções cutâneas na pele. Também é muito comum atacar as unhas e o couro cabeludo.
A psoríase não é contagiosa, mas pode ocorrer devido a questões hereditárias. Algumas das causas são:
Infecções
Estresse
Pele seca
A psoríase ataca mais os adultos e é mais comum que ocorra nos homens do que nas mulheres.
Salsaparrilha
A salsaparrilha é um arbusto nativo da Ásia, África e Europa. Caracteriza-se por ter caules finos e espinhosos que conseguem atingir 2 metros de comprimento.
Costumamos utilizar as suas raízes. Elas são usadas ​​para fazer medicamentos naturais ​​para tratar doenças de pele. Elas também são eficazes para favorecer a circulação.
O óleo essencial extraído da salsaparrilha é usado em terapias alternativas. Assim, é útil para melhorar sintomas de doenças como o resfriado comum ou reumatismo.


Propriedades medicinais
A salsaparrilha é considerada um remédio depurativo natural, que ajuda a limpar o sistema renal e melhorar os sintomas de deficiência.
Além disso, ajuda a limpar o sangue, melhorando a circulação; isso permite combater as impurezas que a pele apresenta, como a acne e as erupções que aparecem devido à psoríase.
A salsaparrilha também serve como um estimulante para gerar hormônios como a testosterona, ajudando a combater a impotência sexual.
A salsaparrilha também é usada para tratar doenças da pele, como eczema, psoríase, dermatite, lepra e coceira. Graças às suas propriedades anti-inflamatórias, ajuda a melhorar significativamente os sintomas.
Salsaparrilha para tratar a psoríase
O extrato de salsaparrilha tem sido usado por médicos tradicionais para curar erupções cutâneas ou escamas de pele, como aquelas causadas ​​pela sífilis.
A seguir, vamos falar sobre um remédio natural para ajudar a tratar a psoríase, uma vez que as erupções cutâneas provocadas por esta doença podem causar muita dor.
Infusão de salsaparrilha com óleo de alho
O alho é um dos elementos naturais utilizados no cuidado da pele e, graças às suas propriedades antioxidantes, ajuda a pele a se renovar.
Além disso, na medicina tradicional o alho é indicado para ajudar as pessoas com doenças como a dermatite.
Já falamos sobre as contribuições que a salsaparrilha tem para a pele, mas enfatizamos que ela serve para limpar as impurezas. Por esse motivo, quando complementada com alho, terá um efeito ainda melhor.
Ingredientes
1 xícara de água (250 ml)
2 colheres de chá de raiz de salsaparrilha (10 g)
1 xícara de óleo de alho (200 g)
Algodão
O que deve fazer?
Ferva a água em um recipiente. Uma vez atingido seu ponto de ebulição, adicione a raiz da salsaparrilha e deixe descansar por 15 minutos.
Combine a infusão de salsaparrilha com o óleo de alho em um recipiente com tampa, para guardar a mistura.
Deixe a mistura esfriar e, com a ajuda de um algodão, aplique delicadamente sobre a área afetada da pele.
Nota: Você deve ter em mente que os remédios naturais costumam ser usados ​​como um complemento dos medicamentos ou tratamentos prescritos por um dermatologista treinado, para ajudar no processo de cura e melhorar os sintomas.
Recomendações
Lembre-se de que o uso excessivo de qualquer planta para propósitos medicinais pode ter repercussões ou alterações em outros órgãos além daqueles que ela está tratando.
As infusões de ervas melhoram consideravelmente a saúde do organismo. Anime-se a experimentar algumas e as contribuições que elas trazem para você.
Se o desconforto da psoríase persistir, lembre-se de consultar um dermatologista, pois pode ser uma infecção mais grave.
Caso você recorra à raiz da salsaparrilha, será preciso ter muito cuidado: existe uma planta chamada nogueira-preta que se parece com a salsaparrilha, a grande diferença é que essa planta é venenosa.
Você deve ter em mente que o cuidado da pele é importante. Portanto,recomendamos o uso de cremes que hidratem e protetor solar; devemos ter em mente que, se o pH se degenerar muito, pode causar problemas maiores, como o câncer.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário