Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Vídeo: Bolsonaro, enfrentando investigações, se esconde na Embaixada Húngara | Reconvale Noticias



O jornal americano The New York Times revelou nesta segunda-feira (25/3) que o ex-presidente Jair

Bolsonaro (PL) passou duas noites na Embaixada Húngara, em uma aparente tentativa de obter asilo. Esse episódio trouxe à tona uma série de questionamentos e especulações sobre os movimentos do ex-presidente diante das investigações criminais que enfrenta no Brasil.

Em 8 de fevereiro, a Polícia Federal confiscou o passaporte do ex-presidente Jair Bolsonaro e prendeu dois de seus ex-assessores, sob acusações de terem tramado um golpe após a derrota de Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2022. Essa ação ressoou fortemente na esfera política brasileira, alimentando debates acalorados sobre a integridade do processo democrático e a conduta do ex-presidente.

Quatro dias após esses eventos, as câmeras de segurança da Embaixada da Hungria registraram a chegada de Jair Bolsonaro às suas dependências. A análise das imagens mostra o ex-presidente aguardando na entrada da embaixada para ser admitido. Durante os dois dias seguintes, Bolsonaro permaneceu na embaixada, acompanhado por seguranças e recebendo atenção do embaixador húngaro e de sua equipe. Esse período de estadia na embaixada foi crucial, pois as autoridades brasileiras não têm jurisdição para prender indivíduos em território estrangeiro que estejam sob a proteção diplomática.

A decisão de buscar abrigo na Embaixada Húngara levanta questões não apenas sobre a situação jurídica de Jair Bolsonaro, mas também sobre suas relações internacionais e sua estratégia para lidar com as investigações em curso no país. A tentativa de Bolsonaro de utilizar sua amizade com o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, para evitar a justiça brasileira destaca a complexidade das relações políticas internacionais e o impacto desses vínculos no desenrolar de questões judiciais domésticas, relata a publicação.

O The New York Times realizou uma análise detalhada das imagens das câmeras de segurança da Embaixada Húngara, verificando a autenticidade e a cronologia dos eventos. A correspondência entre as imagens das câmeras e dados de satélite, que mostraram o veículo de Bolsonaro estacionado na entrada da embaixada, reforça a credibilidade das descobertas jornalísticas.

O vídeo divulgado pelo The New York Times lança revela os movimentos de Jair Bolsonaro em meio às investigações criminais que enfrenta. Sua busca por abrigo na Embaixada Húngara ressalta as tensões políticas e diplomáticas que cercam o ex-presidente e levanta questões sobre o futuro de suas ações e o desfecho das investigações em curso.

“Não teve golpe não só porque algumas pessoas que estavam no comando das Forças Armadas não quiseram fazer, mas também porque o presidente é um ‘covardão’. Ele não teve coragem de executar aquilo que planejou. Ficou trancado aqui no Palácio, chorando durante quase um mês antes de fugir para os Estados Unidos”, disse Lula, referindo-se a Bolsonaro, durante uma reunião ministerial na segunda passada (18/3).

Em 2018, na iminência de ser preso, Lula se recusou a buscar asilo em uma embaixada como lhe aconselhavam alguns assessores e correligionários.

O advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse ao Blog do Esmael que “se for verdade” [o vídeo] o pedido de preventiva está pronto. “E até o Ministro Alexandre que é conservador e garantista vai ser obrigado a prender”, avaliou.

O diabo é que o ex-presidente Bolsonaro confirmou que esteve na Embaixada da Hungria.

“Não vou negar que estive na embaixada sim. Não vou falar onde mais estive. Mantenho um círculo de amizade com alguns chefes de estado pelo mundo. Estão preocupados. Eu converso com eles assuntos do interesse do nosso país. E ponto final. O resto é especulação”, afirmou o ex-presidente ao site Metrópoles.

Kakay faz uma ressalva: claro que ir passear numa baixada não pode ser motivo de prisão, mas as circunstâncias indicam que era uma preparação para uma fuga.

“Fácil de averiguar. Eu entendo que fugir é um direito do cidadão que pensa estar sendo submetido a uma prisão injusta. O Ministro [Sepúlveda] Pertence tem um lindo voto nesta linha”, recordou.

No entanto, prossegue Kakay, a jurisprudência mudou e hoje é motivo de prisão preventiva. “Espero que o Ministro Alexandre [de Moraes] siga a jurisprudência garantista do Pertence”, disse o criminalista, antes de embarcar para Madri, onde vai assistir amanhã o jogo amistoso Brasil x Espanha.
Bolsonaro divulga nota, por meio de advogados

“O ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, passou dois dias hospedado na embaixada da Hungria em Brasília para manter contatos com autoridades do país amigo.

“Como é do conhecimento público, o ex-mandatário do país mantém um bom relacionamento com o premier húngaro, com quem se encontrou recentemente na posse do presidente Javier Milei, em Buenos Aires.

“Nos dias em que esteve hospedado na embaixada magiar, a convite, o ex-presidente brasileiro conversou com inúmeras autoridades do país amigo atualizando os cenários políticos das duas nações.


news.”

LEIA TAMBÉM

“Quaisquer outras interpretações que extrapolem as informações aqui repassadas se constituem em evidente obra ficcional, sem relação com a realidade dos fatos e são, na prática, mais um rol de fake news.”


Postar um comentário

0 Comentários