Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Mauro Cid presta novo depoimento à PF nesta segunda-feira | Reconvale Noticias




O tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), prestará novo depoimento à Polícia Federal (PF), nesta segunda-feira (11). O militar será ouvido no inquérito que investiga a tentativa de golpe de Estado.

No início do mês, os investigadores tomaram o depoimento do general Marco Antônio Freire Gomes, ex-comandante do Exército, que falou por mais de sete horas. Outros ex-chefes de forças militares também foram ouvidos. Durante o depoimento, Freire Gomes confirmou ter participado de reuniões sobre a elaboração da chamada “minuta do golpe”. De acordo com o Metrópoles, o objetivo da PF é confrontar as informações de Cid com declarações dadas pelos comandantes.

O ex-ajudante de ordens de Bolsonaro (PL) afirmou em sua delação premiada à Polícia Federal (PF) que o então mandatário teria consultado os três comandantes das Forças Armadas sobre a possibilidade de um golpe de Estado em uma reunião privada, realizada no Palácio da Alvorada, logo após a derrota nas urnas em 2022.
Segundo trechos do depoimento de Mauro Cid, obtidos pela revista Veja, a reunião ocorreu em novembro de 2022, poucos dias após a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas urnas. De acordo com o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, ele convocou os chefes do Exército, general Marco Antônio Freire Gomes, da Aeronáutica, brigadeiro Carlos Baptista Júnior, e da Marinha, almirante Almir Garnier.
Na ocasião, Bolsonaro já havia aprovado uma minuta de um decreto golpista que, segundo Cid, teria sido elaborada e apresentada pelo assessor Filipe Martins. Durante a reunião, Bolsonaro teria ficado a sós com os três comandantes sendo que o chefe da Marinha, Almir Garnier, teria sido o único a endossar o suposto plano golpista.

Postar um comentário

0 Comentários