Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Turistas se jogam de carro após receberem coronhadas em assalto | Reconvale Noticias


Um casal de turistas do Rio de Janeiro relatou ter precisado pular de um carro em movimento após serem agredidos e obrigados a fazer transferências via PIX para criminosos no farol de Taipu de Fora, região de Barra Grande, na Península de Maraú.
O caso, que aconteceu no sábado (24), mas viralizou nas redes sociais na quarta-feira (28), é investigado pela Polícia Civil. Os suspeitos não foram identificados até a última atualização desta reportagem.
Segundo o relato da mulher, Eliane Marinho Costa, em um vídeo gravado no Hospital Geral Costa do Cacau, em Ilhéu, os criminosos aparentavam ser jovens, estavam armados e foram agressivos.
Estou toda arrebentada, machucada, com uma vértebra quebrada. Dois homens assaltaram a gente violentamente, colocaram a gente em um carro, fomos amarrados e agrediram batendo com uma arma nas nossas cabeças, disse a mulher.
Pediram para que ele [o marido dela] fizesse um PIX e depois ameaçaram, bateram nas nossas cabeças, dizendo que iam nos matar. A gente só tinha a condição de pular do carro. Foi uma tortura, relatou Eliane Marinho Costa.
O marido da turista, Adelson Pereira Costa, informou que os dois andavam na região do farol de Taipu de Fora. O local estava deserto e os homens escondidos em um matagal.
Ficamos amarrados no banco de trás [do carro]. Depois que fiz o PIX, ele me colocou em uma posição para atirar e meu único recurso foi saltar do carro, disse o homem sem detalhar o valor que foi transferido.
A Polícia Militar informou que uma viatura fazia patrulhamento no dia, quando foi acionada por pessoas. Os agentes encontraram o veículo usado pelos criminosos, na BA-030, em Maraú, mas os homens não foram encontrados.
A Polícia Civil informou que investiga o caso e que a dupla ainda não foi identificada pela corporação.
Os turistas foram levados para o Hospital Regional Costa do Cacau, onde receberam atendimentos médicos. A unidade de saúde informou que não pode divulgar detalhes sobre estados de saúde de pacientes. //g1

Postar um comentário

0 Comentários