Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Petro diz que genocídio por Israel em Gaza "lembra o Holocausto" e suspende compra de armas | Reconvale Noticias

Gustavo Petro, Benjamin Netanyahu e o massacre em Gaza

 

O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, anunciou a suspensão dos contratos de armas com Israel em resposta à tragédia ocorrida durante a distribuição de ajuda em Gaza.

"Suplicando por comida, mais de 100 palestinos foram assassinados por Netanyahu. Isso é considerado genocídio e evoca lembranças do Holocausto, mesmo que as potências mundiais relutem em reconhecê-lo. O mundo precisa condenar [o primeiro-ministro de Israel, Benjamin] Netanyahu. A Colômbia suspende todas as compras de armas de Israel", declarou o presidente colombiano.


As relações entre Colômbia e Israel já estavam tensas devido à posição de Bogotá em relação à situação na Faixa de Gaza. Em dezembro de 2023, Petro juntou-se a líderes internacionais pedindo uma mudança no governo israelense para abrir caminho para a paz no Oriente Médio. Além disso, Bogotá foi um dos países que apoiou o processo da África do Sul perante o Tribunal Internacional de Justiça, acusando o Estado israelense de "genocídio" devido à situação no enclave palestino.


Postar um comentário

0 Comentários