Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Lula: setor automotivo vai investir R$ 41 bilhões no Brasil | Reconvale Noticias




O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou nesta sexta-feira (2) do evento de anúncio do Novo Ciclo de Investimentos da Volkswagen do Brasil, na sede da montadora em São Bernardo do Campo (SP). A fabricante pretende aportar R$ 16 bilhões no país até 2028, com foco em descarbonização, para lançar 16 novos veículos, incluindo modelos híbridos, 100% elétricos e total flex.

“Eu fico extremamente feliz de vir à Volkswagen ouvir o anúncio de um investimento de R$ 16 bilhões até 2028. Mas não é só a Volkswagen, o setor automotivo do país está anunciando R$ 41 bilhões em investimentos porque as pessoas voltaram a acreditar nesse país”, afirmou o presidente Lula durante a cerimônia na fábrica Anchieta.

O presidente Lula também abordou a queda na venda de carros no país nos últimos governos e os esforços da atual gestão para oferecer um ambiente favorável para o avanço da indústria nacional. “Quando eu deixei a presidência, em 2010, a indústria automobilística vendia 3,7 milhões de carros por ano. Eu voltei para a presidência em 2023 e a indústria automobilística vende 2 milhões de carros. Ou seja, perdeu quase 50%. Por quê? Porque não tinha poder de compra, não tinha consumo, as empresas não acreditavam no Brasil”, contou.
“E o nosso papel é fazer com que a gente garanta estabilidade política, econômica, fiscal, jurídica e que a gente tenha previsibilidade do que a gente quer nesse país. Esses são os ingredientes do sucesso”, completou Lula.

Ele contou ainda que aprendeu a dirigir em um Fusca. O primeiro carro que comprou foi um TL, lembrou. 'Nunca imaginei que um cara que passasse fome fosse dirigir um carro desses', disse.

Lula também falou sobre as conquistas do primeiro ano de seu terceiro governo: "O último ato que fiz numa porta de fábrica eu disse algumas coisas. Eu disse que as pessoas iam voltar a comer carne. Que o Brasil ia voltar a gerar empregos e que o Brasil voltaria a ser respeitado no mundo. E, em apenas um ano, estamos conseguindo isso".

Postar um comentário

0 Comentários