Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Casal é assassinado na frente dos filhos durante invasão de casa na Bahia | Reconvale Noticias




Na manhã desta sexta-feira (23), Salvador testemunhou mais um trágico episódio de violência, quando Erica Lorena Rabelo dos Santos e Everton Silva de Araújo foram brutalmente assassinados no bairro de Massaranduba, em frente aos próprios filhos. Os criminosos pouparam as crianças, um menino e uma menina, durante o ato hediondo. De acordo com informações da Polícia Civil, o casal, residente no imóvel há cerca de dois anos, foi surpreendido pelos assassinos, que acessaram a casa no 2º andar por meio de uma escada de madeira.
Everton, que tinha histórico criminal, com duas passagens pela polícia por tráfico de drogas em 2015 e associação ao tráfico em 2018, foi uma das vítimas fatais. As vítimas foram encontradas sem documentos de identificação, e as autorizações para a realização dos procedimentos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foram emitidas pela Polícia Civil. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está conduzindo as investigações, porém, até o momento, não há informações sobre a autoria ou motivação por trás deste duplo homicídio, deixando a comunidade local em estado de choque e apreensão.
Mulher teria “provocado” facção no Instagram
A execução do casal em frente ao filho no bairro de Massaranduba, em Salvador, na madrugada desta sexta-feira (23), teria sido planejada por criminosos após a mulher ter feito uma live no Instagram fazendo sinal de uma facção rival com a mão e provocando o grupo de bandidos. Nas cenas do vídeo, que viralizou na web, Erica Lorena Rabelo dos Santos, de 27 anos, dispara: “É o Bonde [BDM]! Bonde é do Maluco. Brota nos acessos que é bala em vocês toda vida. […] Tem troco para fuzil? Tem troco para 40?”.
Enquanto a jovem faz provocações, integrantes de outra facção entram na live e começam a responder com ameaças. “Vai morrer todo mundo com a roupa do corpo”, rebate um. Em meio a gravação do vídeo, Lorena aparece na companhia de outras mulheres que não foram identificadas. Mesmo com as ameaças, a vítima e as companheiras continuam com as provocações.

Postar um comentário

0 Comentários