Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Lula e Prates retomam nesta quinta-feira as obras da Refinaria Abreu e Lima, que irão gerar 30 mil empregos





A Refinaria Abreu e Lima (RNEST), localizada em Ipojuca, Pernambuco, está prestes a passar por uma significativa expansão que promete transformar não apenas a infraestrutura da região, mas também impactar positivamente a economia do país. Com a confirmação da ampliação da unidade, a Petrobras e o governo federal estimam a criação de aproximadamente 30 mil empregos diretos e indiretos durante as obras, além de um acréscimo de cerca de 13 milhões de litros de Diesel S10 por dia à capacidade de produção nacional, segundo aponta comunicado da Petrobras.

A cerimônia oficial de retomada dos investimentos está marcada para esta quinta-feira (18/01) e contará com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, do presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, e de representantes da Casa Civil, do Ministério de Minas e Energia (MME) e outras autoridades. No evento, também será lançado o Programa Autonomia e Renda, uma iniciativa da Petrobras voltada para a capacitação profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

O investimento no Projeto RNEST está alinhado com o Plano Estratégico 2024-28+ da Petrobras e faz parte do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. A construção do Trem 2 da refinaria pernambucana, já em fase de contratação, tem previsão de finalização em 2028, elevando a capacidade de processamento para 260 mil barris de petróleo por dia.

O Projeto RNEST não se limita à expansão física da refinaria, pois inclui a construção da primeira unidade SNOX do refino brasileiro. Essa unidade será responsável por transformar óxido de enxofre (SOx) e óxido de nitrogênio (NOx) em um novo produto comercializável. As obras desta parte já estão em andamento, com previsão de operação a partir de 2024.

Além disso, o projeto contempla a ampliação da produção do Trem 1 (Revamp), cujas obras estão programadas para iniciar ainda este ano, proporcionando aumento de carga, melhor escoamento de produtos leves e maior capacidade de processamento de petróleo do pré-sal. A expectativa é concluir o Revamp no primeiro trimestre de 2025.

Jean Paul Prates, presidente da Petrobras, destaca que os investimentos em refino, como a retomada das obras na RNEST, contribuirão para tornar o Brasil autossuficiente na produção de combustíveis, reduzindo a necessidade de importação. "Considerando todos os projetos previstos, a Petrobras estima um aumento de produção de diesel da ordem de 40% nos próximos anos", adiantou Prates.


A RNEST, localizada no Complexo Industrial Portuário de Suape, é estrategicamente importante para as Regiões Norte e Nordeste, sendo o principal hub da Petrobras nessas áreas. Com a implantação do Trem 2, a refinaria contribuirá para expandir a capacidade de refino nacional, atendendo às demandas do mercado e reduzindo a necessidade de importação.

Inaugurada em 2014 com o Trem I, a RNEST é a refinaria mais moderna da Petrobras, apresentando a maior taxa de conversão de petróleo cru em diesel (70%) entre todas as refinarias brasileiras. Sua operação contribui significativamente para atender à demanda nacional por derivados de petróleo, com tecnologias avançadas, alto nível de automação e respeito ao meio ambiente.

Para complementar as ações de desenvolvimento regional, a Petrobras lança o Programa Autonomia e Renda, que oferecerá cursos de capacitação profissional a pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica. A iniciativa, em parceria com SESI-SENAI e Institutos Federais, busca capacitar grupos minorizados, como mulheres, pessoas negras, pessoas com deficiência e refugiados. Serão ofertadas mais de 19 mil vagas em diferentes estados, com bolsas-auxílio para os participantes selecionados durante o período dos cursos.

Postar um comentário

0 Comentários