Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Com Lula 3, Ibovespa tem a maior alta desde 2019


O Ibovespa fechou o ano com uma alta acumulada de mais de 20%, melhor desempenho desde 2019, em movimento que teve como principal suporte o alívio nos rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, diante da visão de que o Federal Reserve encerrou o ciclo de aperto monetário na maior economia do mundo e deve começar a reduzir os juros em 2024.
O cenário brasileiro corroborou tal desempenho, com o Banco Central começando no segundo semestre um ciclo de cortes da taxa Selic, que deve continuar no próximo ano, em meio ao alívio na inflação, enquanto o Congresso Nacional aprovou uma reforma tributária e um novo arcabouço fiscal. O ano de 2023 termina ainda com um crescimento mais forte do que o esperado do PIB.
Nesta quinta-feira, o Ibovespa, referência do mercado acionário brasileiro, fechou o dia com variação negativa de 0,01%, a 134.185,24 pontos. Na máxima do dia, chegou a 134.391,67 pontos, novo recorde para o intradia. Na mínima, cedeu a 133.832,26 pontos. A máxima histórica para o fechamento permaneceu 134.193,72 pontos, registrada na véspera.
De acordo com a sócia e especialista da Blue3 Investimentos Bruna
Centeno, a bolsa teve um "movimento lateral", com menor liquidez, com as atenções voltadas a declarações do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e ao IPCA-15 mostrando aceleração em dezembro, mas ainda na direção de ficar dentro do teto da meta de inflação definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).
O volume financeiro no pregão somou 17,2 bilhões de reais, bem abaixo da média diária de cerca de 25 bilhões de reais no mês e no ano, com muitos agentes preferindo não assumir posições com a virada do ano, enquanto outros ajustaram suas alocações e alguns aproveitaram para embolsar lucros.
Na semana, o Ibovespa avançou 1,08% e em dezembro acumulou um ganho de 5,38%, representando o oitavo mês com sinal positivo em 2023. Apenas fevereiro (-7,49%), março (-2,91), agosto (-5,09%) e outubro (-2,94%) registraram performance negativa neste exercício. No quarto trimestre, a alta alcançou 15,12% e no ano atingiu 22,28%. Em 2019, subira 31,58%.
O volume financeiro no pregão somou 17,2 bilhões de reais, bem abaixo da média diária de cerca de 25 bilhões de reais no mês e no ano, com muitos agentes preferindo não assumir posições com a virada do ano, enquanto outros ajustaram suas alocações e alguns aproveitaram para embolsar lucros.
Na semana, o Ibovespa avançou 1,08% e em dezembro acumulou um ganho de 5,38%, representando o oitavo mês com sinal positivo em 2023. Apenas fevereiro (-7,49%), março (-2,91), agosto (-5,09%) e outubro (-2,94%) registraram performance negativa neste exercício. No quarto trimestre, a alta alcançou 15,12% e no ano atingiu 22,28%. Em 2019, subira 31,58%.
O volume financeiro no pregão somou 17,2 bilhões de reais, bem abaixo da média diária de cerca de 25 bilhões de reais no mês e no ano, com muitos agentes preferindo não assumir posições com a virada do ano, enquanto outros ajustaram suas alocações e alguns aproveitaram para embolsar lucros.
Na semana, o Ibovespa avançou 1,08% e em dezembro acumulou um ganho de 5,38%, representando o oitavo mês com sinal positivo em 2023. Apenas fevereiro (-7,49%), março (-2,91), agosto (-5,09%) e outubro (-2,94%) registraram performance negativa neste exercício. No quarto trimestre, a alta alcançou 15,12% e no ano atingiu 22,28%. Em 2019, subira 31,58%.
Na visão do diretor de investimentos da Reach Capital, Ricardo Campos, uma série de incertezas que se apresentaram principalmente nos primeiros meses do ano foram ficando para trás, enquanto o novo governo, principalmente o Ministério da Fazenda, buscou medidas, mesmo que não perfeitas, para tratar principalmente os problemas das contas públicas.
Ele também chamou a atenção para o forte desempenho da balança comercial brasileira, queda na taxa de desemprego no país, melhora nos salários, crescimento da economia e desaceleração da inflação, bem como melhora das perspectivas.

Postar um comentário

0 Comentários