Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

Com essa Onda de Calor, horário de verão pode retornar? Veja | Reconvale Noticias




O verão de 2024 está chegando e, conforme a previsão da MetSul Meteorologia, podemos esperar temperaturas acima da média em todo o país. Essa previsão traz à tona a discussão sobre o retorno do Horário de Verão, que continua indefinido.
Neste artigo, vamos explorar as razões por trás dessa discussão e as possíveis consequências dessa medida.
O Horário de Verão e sua importância histórica
Instituído em 1931, o Horário de Verão tinha como objetivo principal economizar energia elétrica, aproveitando a luz natural no início da noite, quando o consumo atingia seu pico. No entanto, ao longo dos anos, as mudanças nos padrões de consumo e os avanços tecnológicos reduziram a economia esperada com essa medida.
O debate sobre o retorno do Horário de Verão
Com as recentes ondas de calor que atingiram o país, o governo tem discutido a possibilidade de reintroduzir o Horário de Verão como forma de economizar energia. No entanto, essa decisão não é consensual e ainda está sendo debatida pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e pelo Operador Nacional do Setor Elétrico (ONS).
Parecer técnico do MME
O MME conduziu análises e diálogos com diversos setores para avaliar a necessidade do retorno do Horário de Verão. Apesar das discussões, o parecer técnico emitido pelo MME concluiu que, com o planejamento seguro implementado, não há necessidade de adotar o Horário de Verão em 2023.
“O Ministério de Minas e Energia (MME) informa que, em virtude do planejamento seguro implantado pelo ministério desde os primeiros meses do governo, os dados não apontam, até o momento, para nenhuma necessidade de implementação do horário de verão”, afirmou o ministério.
O debate sobre os impactos do Horário de Verão
Apesar do parecer técnico do MME, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, defende um debate “sem tabu” sobre a volta do Horário de Verão. Para o ministro, a decisão não deve levar em conta apenas a questão de economia de energia, mas também os impactos nos costumes da população.
“Eu vejo a discussão sem nenhum tabu. Eu defendo isso no governo, o horário de verão deve ser desatrelado da questão exclusivamente energética. O horário de verão tem outras repercussões”, disse Silveira.
O ministro tem ressaltado a possibilidade de estimular a economia com o retorno do Horário de Verão, o que beneficiaria setores como comércio, serviços e turismo.
A decisão final sobre o Horário de Verão
Apesar das discussões e do parecer técnico do MME, a decisão final sobre o retorno do Horário de Verão não está nas mãos do ministério. Essa responsabilidade cabe ao ONS, que monitora os níveis dos reservatórios das hidrelétricas.
Posicionamentos favoráveis ao retorno do Horário de Verão
Alguns setores têm se posicionado a favor do retorno do Horário de Verão, argumentando potenciais benefícios econômicos. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), por exemplo, entregou uma carta ao presidente Lula defendendo a volta do Horário de Verão.
Segundo a Abrasel, bares e restaurantes esperam um aumento de 10% a 15% na receita caso o Horário de Verão seja readotado. Além disso, a medida beneficiaria outros setores, como comércio, serviços e turismo, ao proporcionar mais tempo de luz natural durante os dias.
Verão 2024: Previsão de temperaturas acima da média
Voltando nossa atenção para o verão de 2024, a previsão da MetSul Meteorologia indica que teremos temperaturas muito acima da média na maior parte do país. Os estados do Sul e o Rio de Janeiro estão entre as áreas que devem ter um verão muito mais quente do que a primavera.
Com menos chuva do que o habitual, o Centro do país e áreas do Norte e do Nordeste também podem apresentar temperaturas mais altas do que o normal. No entanto, não se espera que essas temperaturas sejam tão extremas como as registradas nesta primavera em algumas regiões.
Dentre as maiores cidades do Brasil, o Rio de Janeiro é uma das que têm as maiores médias de temperatura do ano no verão, além de experimentar extremos de temperatura. Em 2024, espera-se que a cidade tenha um verão muito quente e com muitos dias de máximas extremas, principalmente se houver um aquecimento do Atlântico na costa brasileira.
Em resumo, o verão de 2024 promete ser marcado por temperaturas acima da média em todo o país. A discussão sobre o retorno do Horário de Verão surge como uma possível medida para economizar energia, mas ainda não há uma decisão final sobre o assunto.
Enquanto isso, devemos nos preparar para um verão quente e buscar formas de nos protegermos durante as ondas de calor que podem ocorrer.


Postar um comentário

0 Comentários