Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Enquete

TSE suspende propaganda que acusa Lula de incentivar o aborto




A propaganda eleitoral do presidente Jair Bolsonaro (PL) que apresentou acusações de que o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seria a favor do aborto deve ser retirada do ar. A determinação foi dada nesta sexta-feira (14), pela ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Cármen Lúcia.
De acordo com o Metrópoles, a magistrada entendeu que a publicidade apresenta conteúdo falso e distorção de fatos, e que teria sido produzida para “desinformar e tisnar a honra” do candidato petista.
“Na espécie, as publicidades não são críticas políticas ou legítima manifestação de pensamento. O que se tem é a veiculação de desinformação, mensagem distorcida e ofensiva à honra e à imagem de candidato à Presidência da República”, escreveu Cármen Lúcia.
Na propaganda, Lula é acusado de pretender “incentivar as mães a matarem seus próprios filhos em seus próprios ventres”.
A campanha do petista afirmou que “o tema não é novo nessa corrida eleitoral, ao passo que, apesar de todos os desmentidos, a campanha [de Bolsonaro] parece não possuir qualquer constrangimento em insistir na divulgação dessa grave descontextualização e, portanto, em enganar o eleitor brasileiro por meio de inverdades”.

Postar um comentário

0 Comentários