Ultimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Climão! Alexandre de Moraes se dirige a Bolsonaro em posse no TSE | Reconvale Noticias



O agora presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, se dirigiu ao presidente Jair Bolsonaro (PL) durante discurso de posse do magistrado na Corte Eleitoral (acompanhe a transmissão ao vivo no player abaixo).
Na fala, ele agradeceu a presença do mandatário, assim como a de outros ex-presidentes da República, como Lula, Dilma Rousseff, José Sarney e Michel Temer.
"Faremos todos os esforços para dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado pelo TSE, sob comando de Edson Fachin, na organização das eleições gerais. Não podíamos comemorar os 90 anos da Justiça Eleitoral da melhor com a presença dos presidentes e ex-presidentes", afirmou Alexandre de Moraes.
Na oportunidade, ele defendeu o sistema eleitoral brasileiro e afirmou que o país tem uma das maiores democracias do mundo.
"Somos uma das maiores democracias do mundo em termos de voto popular. Mas, somos a única democracia do mundo que apura e divulga os resultados eleitorais no mesmo dia da votação, com agilidade, segurança e transparência. Isso é motivo de orgulho nacional", afirmou Moraes, sendo aplaudido de pé pela maioria dos presentes.
Já na mesma onde estavam os principais convidados, entre eles os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG) - respectivamente -, o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi o único a não se manifestar após a fala do magistrado.
Ainda na fala, Moraes fez críticas aos discursos de ódio e a realização de manifestações as quais, segundo o presidente do TSE, visam rompimento do Estado Democrático de Direito, "com a consequente instalação do arbítrio".
"Liberdade de expressão não é liberdade de agressão, de destruição da democracia, das instituições, da dignidade e da honra alheias. Precisamos combater as fake news, proteger integridade das nossas instituições. A Constituição Federal não autoriza que se propaguem mentiras contra a legitimidade das eleições", afirmou o ministro.
"A democracia é o único caminho. Uma construção coletiva, daqueles que acreditam na liberdade, na paz, no desenvolvimento e na dignidade da pessoa humana. Nós somos passageiros, mas as instituições devem ser fortalecidas sempre", completou Alexandre de Moraes.

Postar um comentário

0 Comentários