Jovem grávida encontrada morta dentro de mala sofreu tortura e espancamento | Reconvale Noticias




A Polícia Civil trabalha com a hipótese de crime passional na investigação do assassinato de uma jovem grávida de 22 anos. O corpo de Cíntia Silva dos Santos foi encontrado na tarde de terça-feira (21) dentro de uma mala, em uma área de mata em Mogi das Cruzes.
A vítima, que tinha perfurações na região do pescoço e sinais de espancamento, teve três relacionamentos recentemente e estava desaparecida desde o fim de semana. Quando saiu de casa, ela avisou a família que visitaria o ex-namorado, que estava em período de “saidinha” de um presídio em Sorocaba. Durante uma coletiva na manhã desta quarta-feira (22), o delegado seccional Paul Henry Verduraz informou que são suspeitos ainda o atual namorado, que também era ex-padrasto de Cíntia, e o pai da criança que a vítima esperava.
“Tinha sinais de violência física, foi espancada. A causa da morte aguarda o laudo necroscópico, mas é possível presumir que foi um instrumento perfuro cortante, ela tinha duas lesões [provavelmente de] faca. Ela foi agredida sim e quem a matou estava com um sentimento de muita raiva. Agredida com muita violência antes da morte”, detalhou o delegado.
Durante a coletiva, ele contou ainda que os três homens suspeitos serão ouvidos pela polícia. Dois deles na tarde desta quarta: o atual namorado e o pai do bebê. Já o terceiro, o ex-namorado que está preso, será ouvido quando houver autorização judicial. Ele tinha saído do presídio em Sorocaba no dia 14 e voltou na última segunda-feira (20). A polícia não localizou a arma do crime e nem o celular da vítima.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
-- Composite Start -->