Morte do Barreirense Robson da Silva em São Desidério-BA na Fiol é investigada pelo MPT | Reconvale Noticias




O Ministério Público do Trabalho (MPT) determinou abertura de inquérito para apurar a morte do operário Robson Gonçalves da Silva, 34 anos, que morreu após ser atingido na cabeça por uma máquina tipo betoneira, enquanto trabalhava em um trecho da construção da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol).
O acidente ocorreu na quarta-feira (30)no povoado de Almas, em São Desidério, no oeste da Bahia. Robson era natural de Barreiras, município vizinho. Segundo testemunhas, ele subiu no equipamento para colocar materiais para fazer a massa de concreto, quando uma das hélices da máquina o atingiu na cabeça.
Ele não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. O MPT informou que vai investigar as responsabilidades trabalhistas pelo acidente e reunir informações que identifiquem as causas que levaram a morte do trabalhador da Fiol.
Caso haja algum descumprimento de normas de saúde e segurança do trabalho que tenham levado ao acidente do operário, de acordo com o MPT, poderá ser proposto um termo de ajustamento de conduta ou ajuizada uma ação na Justiça do Trabalho.
O caso, que correrá na unidade do MPT de Barreiras, será distribuído e analisado por um procurador designado para conduzir a investigação. Nos próximos dias, as notificações devem ser encaminhadas aos órgãos fiscalizadores, como a Polícia Técnica e, principalmente, a Superintendência Regional do Trabalho da Bahia (SRT-BA). O trecho onde o caso ocorreu morreu faz parte dos 18 km das obras da ferrovia que o presidente Jair Bolsonaro (PL) visitou em 2020.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem