Eduardo Bolsonaro é condenado a indenizar Omar Aziz em R$ 25 mil | Reconvale Noticias

                                       Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
A juíza Maria do Perpétuo Socorro, da 15ª Vara do Juizado Especial Cível de Manaus, condenou, na quinta-feira (28), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) a indenizar o senador Omar Aziz (PSD-AM) em R$ 25 mil, por dano moral, depois de associar o ex-presidente da CPI da Covid à pedofilia, em publicação nas redes sociais.

Em agosto de 2021, o filho do presidente da República insinuou que o senador era pedófilo após Aziz ter criticado o encontro de Bolsonaro com a deputada alemã de extrema-direita Beatrix von Storch, neta de Ludwig Schwerin von Krosigk, antigo ministro das Finanças do regime nazista de Adolf Hitler.

“Pelo raciocínio de Omar Aziz, se a deputada alemã Beatrix von Storch é nazista por conta de seu avô, então os netos de Omar seriam pedófilos”, escreveu Eduardo. O Tribunal de Justiça do Amazonas já havia determinado que o deputado apagasse o post do Facebook, do Twitter e do Instagram. A publicação vinha acompanhada de um vídeo no qual o senador criticava o encontro do presidente com a líder da extrema-direita da Alemanha, considerada ainda uma das porta-vozes do nazismo.

A juíza determinou, ainda, que Eduardo Bolsonaro faça retratação pública pelo período de 24 horas até dois dias após ser notificado. Do contrário, terá de pagar R$ 1.000 de multa por dia. Ainda cabe recurso contra a decisão. A condenação de Eduardo Bolsonaro foi noticiada pelo colunista Ancelmo Góis e confirmada pelo Congresso em Foco na página do Tribunal de Justiça do Amazonas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem