"É um gesto de grandeza em proveito da democracia", diz Haddad sobre Lula-Alckmin


Ocorreu nesta sexta-feira (8) em um hotel de São Paulo a indicação formal por parte do PSB do nome do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) para ser candidato a vice-presidente na chapa liderada pelo ex-presidente Lula (PT).

Em discurso, Alckmin pregou "esperança, entusiasmo e amor" para falar de sua união com o petista para concorrer às eleições. Já Lula disse que a chapa com Alckmin não visa somente vencer o pleito, mas também garantir a governabilidade.

À CNN Brasil, o pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PT, Fernando Haddad, disse que a aliança "é um gesto de grandeza em proveito da democracia e da justiça".

O PT baterá o martelo sobre a chapa até a próxima quinta-feira (14), em reunião do Diretório Nacional do partido.
A pré-candidatura de Lula será lançada oficialmente em 30 de abril, no Anhembi, em São Paulo. Na ocasião, será apresentada a frente de partidos que apoiará o petista, composta pela federação formada por PT, PCdoB e PV, pela federação que reúne PSOL e Rede, em coligação com PSB e o Solidariedade.
A executiva do PT também marcou para 4 de junho o encontro partidário. Pela tradição petista, é nos encontros que as chapas são aprovadas. Porém, a corrente majoritária da sigla, a CNB, quer que o diretório nacional já faça uma primeira aprovação da chapa no dia 14.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem