Superalimentos para Incluir na Dieta | Reconvale Noticias







O termo “superalimento” significa que o alimento é rico em uma variedade de nutrientes. Isto é, contém um conjunto de substâncias que o tornam extremamente benéfico à saúde e proporcionam uma melhor qualidade de vida, já que ajudam na prevenção de doenças e no bem-estar. Esses ingredientes também são poderosos antioxidantes, que combatem os radicais livres que atacam as nossas células e retardam o envelhecimento precoce de órgãos e tecidos.
Um superalimento é considerado “super” principalmente por conta de sua riqueza nutritiva. O poder de prevenir, transformar, recuperar o organismo e propiciar uma qualidade de vida muito melhor é uma característica marcante de um superalimento.

Conheça alguns alimentos para incluir na sua dieta
1. Açaí
O açaí é considerado a joia da Amazônia. A fruta é rica em cálcio e potássio, minerais importantes para o fortalecimento dos ossos. Além disso, possui mais antioxidantes do que a uva e, em conjunto com a vitamina E, reduz o colesterol ruim e melhora a circulação sanguínea. Também é fonte de fibras, que promovem saciedade e melhoram o trato digestivo. Faz bem para o coração.
2. Abacate
O abacate é conhecido como um fruto gorduroso. Ele é rico em gordura monoinsaturada, benéfica para o organismo. É um forte aliado na perda de peso e na redução dos triglicérides. Os abacates, assim como outras frutas e vegetais, contém vitaminas A e do complexo B e alguns sais minerais como ferro, cálcio e o fósforo. Eles são ricos em vitaminas E e C, potentes antioxidantes que ajudam a promover a saúde dos dentes e das gengivas, além de também protegerem os tecidos do corpo de danos oxidativos. Além disso, a presença de folatos (vitamina do complexo B) no abacate promove o desenvolvimento saudável das células e dos tecidos.
3. Azeite de oliva

O azeite de oliva consegue prevenir a osteoporose e o acúmulo excessivo de gordura. Doenças do trato vascular e o diabetes também não têm muita chance contra quem consome esse superalimento. Caso o objetivo seja manter o sistema de defesa do corpo fortalecido, consumir azeite de oliva no dia a dia também faz todo o sentido. Esse condimento tem alto teor de vitamina E e polifenóis (tipos de antioxidantes) que fortalecem a imunidade e evitam o envelhecimento das células. Essas substâncias também fazem bem para a saúde da pele, dos cabelos, unhas e ajudam no processo de desintoxicação do organismo.

4. Óleo de Coco/TCM
O TCM é uma excelente fonte de energia para o cérebro e para o corpo. É um superalimento com atuação multifuncional que aumenta a disposição e a saúde. Os ácidos graxos presentes no TCM em óleo ajudam a potencializar as funções cerebrais ajudando a prevenir a demência, incluindo mal de Alzheimer. Além de sua função nutritiva, o óleo de coco é um aliado da boa imunidade. Ele também ajuda a prevenir doenças autoimunes.
5. Maca Peruana
A maca peruana é uma raiz que parece um rabanete. É rica em proteínas, aminoácidos, vitaminas, minerais, carboidratos, fibras e os fitonutrientes. A maca contribui para a resistência imunológica, tem potencial afrodisíaco, melhora a vitalidade e a fertilidade. Por ser fonte de vitaminas do complexo B, C e antioxidantes, a maca peruana ajuda a turbinar o sistema imunológico, fortalecendo o organismo contra possíveis doenças. Além disso, as propriedades da maca trazem mais ânimo, combatem a fadiga e garantem uma maior sensação de bem-estar.
6. Cacau
O chocolate é um dos doces mais apreciados no mundo e pode ser um grande aliado da saúde. Para isso, é preciso escolher uma versão amarga que tenha pelo menos 70% de cacau na composição. O cacau é rico em flavonoides, um poderoso antioxidante. Também é fonte de vitaminas e minerais, como o potássio, o cobre, o cálcio, o magnésio e o ferro. O alimento pode funcionar até como um antidepressivo leve, uma vez que contém triptofano, responsável pela produção de serotonina, neurotransmissor que promove o bem-estar.
7. Semente de Abóbora
A semente de abóbora possui muitos nutrientes. Desses, destacam-se as fibras e uma grande lista de minerais: enxofre, fósforo, magnésio, cálcio, potássio, cobre, zinco, manganês e ferro. A semente colabora para a manutenção da saúde do intestino, do coração, dos rins e dos ossos, além de regular o sono, aumentar a imunidade, prevenir e combater infecções bacterianas, virais e fúngicas.
8. Linhaça
A linhaça é rica em ácidos graxos ômega 3 e 6, que ajudam no controle do colesterol e dos triglicérides. Também é fonte de fibras, proteínas, minerais e vitaminas C, E e do complexo B. O consumo regular ajuda no controle dos níveis de açúcar no sangue e fortalece o sistema imunológico.
A linhaça aumenta o nível metabólico e a efetividade na produção de energia celular. É notável a melhora da vitalidade e da disposição com o consumo frequente da semente. Auxilia na recuperação do cansaço muscular. Graças ao ácido alfalinolênico (ALA) presente na linhaça, nutriente esse que é capaz de produzir reações anti-inflamatórias.
9. Clorela
A clorela se destaca pela sua concentração de clorofila. Contém na composição estão as vitaminas B3, C, e E e os minerais fósforo e potássio. A clorela contribui para o fortalecimento do sistema imunológico. Através da clorofila, a clorela ajuda a realizar a eliminação das toxinas adquiridas por hábitos ruins e exposição à poluição no dia a dia, por exemplo. Também auxilia na diminuição da fadiga mental e física.

10. Gengibre
O gengibre ajuda a tratar uma variedade de doenças, graças aos seus vários fitoquímicos e antioxidantes. Ele desempenha um papel na queima de gordura, digestão de carboidratos e secreção de insulina, para citar alguns. O gengibre também mostrou inibir o estresse oxidativo (uma forma de envelhecimento celular), ter propriedades anti-inflamatórias e baixar o colesterol e a pressão arterial. Pode até reduzir a aterosclerose, o acúmulo de gorduras perigosas nas artérias.
11. Glutamina
A glutamina é um tipo de aminoácido sintetizado pelo corpo (por isso chamado de aminoácido não-essencial). É um dos grandes responsáveis pela construção muscular, o que o torna um grande aliado aos treinos de força. Além de um treino de hipertrofia com melhor performance, a glutamina fornece energia para o sistema nervoso reforçando-o. Alem disso, a glutamina melhora o sistema imunológico, melhora a reparação do intestino, e melhora processos inflamatórios.
12. Curcumina
A cúrcuma possui uma forte ação anti-inflamatória e antibacteriana. Ela alivia processos inflamatórios e melhora significativamente a saúde da pele, prevenindo irritações, rugas e acne. Seu poder antioxidante atua no processo de perda de gordura e no combate ao estresse e à depressão, além de prevenir Alzheimer e Parkinson.
                                     Fonte : Belezaesaude.com

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem