Sobe para 24 o número de mortos pelas chuvas em Petrópolis no Rio de Janeiro. | Reconvale Noticias




Fortes chuvas em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, deixaram ao menos 24 mortos na 3ª feira (15.fev.2022), segundo o Corpo de Bombeiros. Vários pontos da cidades ficaram inundados. Foram registrados 148 deslizamentos de terra.
A Prefeitura decretou estado de calamidade pública e informou que as equipes dos hospitais foram reforçadas para atender às vítimas. O número de feridos e desaparecidos ainda não foi divulgado.
Em apenas 6 horas, choveu mais que o esperado para o mês inteiro. No final da tarde, a correnteza arrastou carros e derrubou barreiras. Um dos locais mais atingidos foi o Morro da Oficina, no bairro Alto da Serra, onde foi registrado um desmoronamento.
No centro da cidade, o rio transbordou (foto acima). Motoristas não tiveram como fugir da inundação. Uma barreira atingiu os fundos de um prédio, mas, até o momento, não há informações sobre vítimas no local.
Segundo a Defesa Civil, até o começo da madrugada desta 4ª (16.fev), 77 pessoas tinham sido acolhidas em escolas da cidade, que funcionam como pontos de apoio.
Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram os estragos da força da correnteza. Veja alguns registros (1min27s):
No Twitter, o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) disse que foi orientado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) a prestar socorro aos afetados. O número de mortos foi atualizado depois do post do ministro.
tuite1-rogerio-marinho-petropolis-15fev-2022

Pouco depois, também pelo Twitter, o presidente lamentou o ocorrido e disse ter mobilizado a sua equipe para “auxílio imediato às vítimas”.

tuite-bolsonaro-temporais-petropolis-15fev-2022
O governador Cláudio Castro (PL) foi à rede social prestar informações sobre o ocorrido. Segundo ele, na manhã desta 4ª, “maquinários das secretarias de Infraestrutura e Obras, das Cidades, do Ambiente e de Agricultura, além de equipamentos usados pela Cedae [Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro]” seguirão para a cidade.

O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo (PSB), estava em Brasília. Ele disse que está voltando para a cidade.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem