Lula e Boulos se reúnem em SP; saiba o que eles discutiram | Reconvale Noticias

O ex-presidente Lula e o líder do MTST, Guilherme Boulos, pré-candidato do PSOL ao governo de São Paulo, se reuniram nesta terça-feira (01/02) para discutir as eleições de 2022.
Lula disse de conversou hoje com seu amigo Guilherme Boulos sobre a situação do país e os próximos passos da caminhada para recuperar um governo democrático e um projeto social e soberano para o Brasil.
Segundo o ex-presidente, ele agradeceu o apoio e parceria do PSOL nos últimos anos e salientou a importância do partido não só na disputa eleitoral, mas no desafio de governar e construir um Brasil mais justo e solidário.
O PT lidera o esforço de constituir uma federação partidária e o PSOL está nos planos de Lula. Além da agremiação de Boulos, essa associação ainda poderá ter PSB, PCdoB, PV e Rede.
Guilherme Boulos, em suas redes sociais, confirmou o encontro com Lula. Segundo o líder do MTST e do PSOL, 2022 é o ano de colocar os milicianos para fora do Palácio do Planalto.
As costuras de Lula assustam a direita
O ex-presidente Lula, como um tecelão, costura uma incrível aliança para vencer as eleições de outubro. Pela desenvoltura do petista, parece que ele pretende liquidar a fatura já no primeiro turno –haja vista que as pesquisas de intenção de votos apontam para essa possibilidade.
Lula tenta formar uma federação partidária de esquerda e progressista sem, no entanto, esquecer dos tradicionais partidos. Ele esteve com os líderes PSD e MDB –e personalidades que frequentavam o ninho tucano.
Nas últimas horas, setores de direita –liderados pelo Globo e Antagonista– cogitaram a desistência do presidente Jair Bolsonaro (PL), que abriria a mão da disputa pela reeleição em favor do ex-juiz Sergio Moro (Podemos).
Pelos cálculos da direitona, Bolsonaro seria eleito para o Senado e isso lhe garantia foro privilegiado até 2031.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem