Justiça tira a única bandeira que Moro tinha para a campanha: o triplex que não era de Lula | Reconvale Noticias



Em viés de queda, o suspeito ex-juiz Sergio Moro (Podemos) perdeu sua única bandeira para campanha presidencial deste ano. A Justiça encerrou de vez ação do tríplex contra o ex-presidente Lula (PT).
A 12ª Vara Federal Criminal de Brasília arquivou a ação do caso do tríplex do Guarujá, inventado pela Lava Jato para prender Lula e tirá-lo das eleições de 2018. A decisão, tomada na quinta-feira (27/01) pela juíza Pollyanna Alves, acompanha o Ministério Público Federal (MPF), que, em 7 de dezembro, havia se manifestado pelo arquivamento, por entender que não havia provas contra Lula.
Dessa forma, o processo do sítio está definitivamente encerrado. Para os advogados de Lula (leia nota abaixo), o desfecho dado pela Justiça comprova que o ex-presidente foi alvo de uma perseguição jurídica implementada pelo ex-juiz Sergio Moro, considerado parcial pelo Supremo Tribunal Federal, e os procuradores da Lava Jato. Desde que esse conluio começou, Lula e sua família somam 23 vitórias na Justiça e nenhuma derrota (veja lista no fim da matéria).
Nota da defesa de Lula sobre fim do caso do tríplex
“O encerramento definitivo do caso do tríplex pela Justiça reforça que ele serviu apenas para que alguns membros do Sistema de Justiça praticassem lawfare contra Lula, vale dizer, para que fizessem uso estratégico e perverso das leis para perseguir judicialmente o ex-presidente com objetivos políticos. Um caso sem nenhuma materialidade nem acusação concreta, e apenas com provas de inocência do ex-presidente.
O Supremo Tribunal Federal reconheceu a parcialidade do ex-juiz Sergio Moro nesse caso e em outros em que ele atuou contra Lula, tal como demonstramos desde a primeira defesa escrita apresentada. Como consequência, declarou a nulidade todos os atos, reconhecendo o caráter ilegal e imprestável da atuação de Moro em relação ao ex-presidente.”
Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem