Feira de Santana : Jovem que bebia em bar é morta a tiros ex-companheiro é suspeito do crime. | Reconvale Noticias


Assassinada na madrugada desta segunda-feira (7) em um bar localizado na Avenida Iguatemi, bairro Mangabeira, em Feira de Santana Rebeca da Cruz Gomes, de 22 anos, já havia registrado dois boletins de ocorrência na Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (Deam) contra o ex-companheiro, que se tornou o principal suspeito do crime, conforme a Polícia Civil.
De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana, Rodolfo Faro, a jovem bebia em um bar quando foi brutalmente assassinada a tiros por um homem que, segundo testemunhas, seria ex-companheiro dela. A identidade do suspeito não foi revelada pela polícia.
“Desde o início das investigações havia informações já no local do crime, de testemunhas, que não presenciaram, mas ouviram dizer que o ex-companheiro da Rebeca teria ido ao encontro dela no bar, onde ela fazia uso de bebida alcoólica e acabou ceifando a vida da mesma. Ele não era casado com ela. Foi feito o levantamento na base de ocorrências da delegacia, e duas já tinham sido registradas na Deam pela vítima contra esse indivíduo, e há informações repassadas por familiares de que recentemente ele efetuou um disparo contra o pé da vítima, fato que não foi registrado em delegacia”, afirmou o delegado.
Segundo Faro, o suspeito está foragido e a polícia trabalha para localizá-lo e representar pela prisão preventiva dele.
“Existem informações no local do crime de que ele teria feito os disparos. A polícia agora trabalha para localizá-lo, pois já encontra-se foragido. O imóvel onde o mesmo residia foi encontrado trancado, sem a presença de ninguém. Já iremos representar pela decretação da prisão preventiva do mesmo. Segundo informações, ele chegou depois, já estavam separados, mas ele pode ter tomado conhecimento de que ela se encontrava neste bar e talvez para cumprir ameaças foi ao encontro da mesma e efetuado os disparos”, completou.
A vítima morava no Residencial Figueiras, no bairro Mangabeira. A delegada Ludmilla Vilas Boas e Santos efetuou o levantamento cadavérico do corpo dela, juntamente com peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT). //do Acorda Cidade

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem