Luis Eduardo Magalhães : Patrão e funcionário são presos acusados de matarem pedreiro encontrado decapitado | Reconvale Noticias



O desaparecimento de um homem de nome José Benedito Celestino dos Santos, de 48 anos, conhecido como "Didi" (foto acima) já durava alguns dias e foi esclarecido pela Polícia Civil do Setor de Investigações (SI) na pessoa do Delegado responsável pelo Núcleo de Homicídios, Dr. Joaquim Rodrigues, nesta quinta-feira (11), inclusive concedeu entrevista.
José Benedito foi esfaqueado, posteriormente decapitado e jogado em uma área de mato, próximo ao povoado da Vila Buritis, zona rural de Luis Eduardo Magalhães.
Segundo o Delegado durante entrevista, o suposto autor do crime teria sido o patrão dele com ajuda de dois funcionários. A suspeita é que a motivação tenha sido uma dívida por parte do patrão.
De acordo com informações policiais do Delegado Dr. Joaquim, após investigações, José Benedito foi sequestrado pelo suposto patrão e dois funcionários, visto que a vítima tinha um dinheiro pra receber, pois era pedreiro e trabalhou em uma determinada construção do suposto autor, que estava enrolando para pagar. No dia de finados (02/11), o patrão atraiu o pedreiro pra receber a dívida e junto com dois funcionários seguiu a vítima, após realizar o pagamento.
Em determinado momento, eles abordaram a vítima que estava a bordo de uma bicicleta atrás da Galvani o qual tentou reagir, mas foi atingido com um golpe de faca, imobilizado e levado para a área de mato. Já nas proximidades da Vila Buritis a vítima foi executada e decapitada, provavelmente por uma arma branca tipo facão.
Os acusados estavam em um veículo Fiat/Uno puxando uma carretinha, onde foi colocado o corpo de "Didi" que foi encontrado em estado avançado de decomposição na última terça-feira (09). O patrão de 40 anos e um funcionário de 26 anos que é acusado de fazer parte da execução estão presos e um terceiro está foragido. Segundo o delegado, o terceiro envolvido já foi identificado e breve será preso também. Os acusados confessaram o crime, inclusive levaram a Polícia ao local da execução na manhã de hoje. Ainda segundo o delegado, os envolvidos tem passagem pela polícia.
Conforme as informações, a vítima morava sozinha em Luis Eduardo Magalhães e a bicicleta foi encontrada na manhã desta quinta-feira (11), no local da execução, onde a Polícia foi levada pelos supostos autores. O veículo Fiat/Uno com uma carretinha que foi supostamente usada para levar o corpo foram apreendidos. //Blogbraga

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem