Procon-SC orienta que ossos de boi sejam doados e não vendidos | Reconvale Noticias




O Procon de Santa Catarina emitiu na terça-feira (5) a recomendação para que mercados e açougues do estado não vendam ossos de boi e façam apenas doações do produto à população. O órgão disse que, de acordo com a imprensa catarinense, alguns açougues de Florianópolis, capital do estado, foram flagrados cobrando até R$ 4 por cada quilo de osso.
De acordo com o diretor do Procon-SC, Tiago Silva, em um momento de alta na inflação, a cobrança por osso representou infração no Código de Defesa do Consumidor. A cesta básica de Florianópolis aumentou 7% neste ano, chegando a R$ 659. "No momento de crise que estamos vivendo, é até desumano que (alguns) estabelecimentos estejam cobrando por ossos", afirmou.
A carne bovina está entre os itens com maior aumento de preço no ano na capital catarinense, com alta de 30,5% nos últimos 12 meses, conforme o Dieese-SC.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem