João Leão diz que não vê possibilidade de Bolsonaro se filiar ao PP | Reconvale Noticias


                                                     Raul Spinassé | Ag. A TARDE
Enquanto o PP discute internamente a filiação do presidente Jair Bolsonaro, o vice-governador da Bahia, João Leão, rechaça essa possibilidade.
Em entrevista à Tribuna da Bahia, diz que não pode “trabalhar com hipótese”. “Se Bolsonaro se filiar ao DEM, pode ser um problema de ACM Neto. Se filiar ao PTB, não sei de quem será o problema – talvez de Benito Gama. Mas no meu partido, não vejo possibilidade de Bolsonaro vir para ele. Não posso trabalhar com hipótese”.
O filho do vice-governador, João Leão, tratou do mesmo tema em uma entrevista para a rádio Metrópole na semana passada. O deputado federal Cacá Leão, que é líder do PP na Câmara, disse que, caso Bolsonaro se filie ao partido, terá que respeitar os espaços das lideranças, já que, na Bahia, a sigla compõe a base do governador Rui Costa (PT).
João Leão disse que “leu nos jornais” que Bolsonaro se filiaria ao União Brasil, embora essa informação não tenha sido divulgada. Até porque, o ministro Onyx Lorenzoni (Trabalho, Emprego e Renda), um dos bolsonaristas no quadro do DEM, votou contra a fusão do partido com o PSL, onde estão diversos dissidentes do grupo do presidente.
Composição com o PT
Na entrevista, João Leão voltou a admitir o seu desejo de ser candidato ao governo da Bahia, tendo uma composição com o PT. “O meu sonho é uma composição com o Partido dos Trabalhadores. E eu acho que tenho esse direito de sonhar dessa maneira. É uma composição sendo João Leão candidato a governador, um vice indicado pelo PSD e o governador Rui Costa como senador. Aí é primeiro turno, de novo”, garantiu.
No caminho até 2022, o trajeto ainda não está totalmente definido. Rui está sendo cotado para disputar uma vaga no Senado. Para isso, teria que renunciar ao cargo de governador até abril do ano que vem. João Leão assumiria um mandato tampão.
No entanto, o PT já trabalha com o nome de Jaques Wagner para a corrida ao Palácio de Ondina, cujo principal adversário será ACM Neto, que já afirmou que deve oficializar sua pré-candidatura em dezembro.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem