Queiroga nega ter recebido ordem do presidente para suspender vacinas em adolescentes




O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou que tenha seguido uma ordem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para suspender a vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos, medida anunciada pelo Ministério da Saúde na quinta-feira (16)

“Bolsonaro não mandou nada. O presidente não interfere nisso daí”, afirmou Queiroga à coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. Segundo o ministro, o presidente apenas recebe informações que repassa a ele.

“Bolsonaro é o presidente da República. Conversamos várias vezes por dia. E ele sabe de alguma coisa e me diz ‘Queiroga, veja isso aí”, declarou o ministro.

Em declaração à imprensa na quinta-feira (16), Queiroga reconheceu ainda que Bolsonaro fez questionamentos sobre a vacinação dos jovens.”O presidente me cobra todo dia essas questões de vacinação, sobretudo com essa questão dos adolescentes”, disse o ministro.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem