STF abre investigação contra Bolsonaro por alegação de fraude nas urnas eletrônicas



                                                      Foto: Nelson Jr./SCO/STF
O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu investigação contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), tendo por base a conduta do gestor e os questionamentos sobre a lisura das urnas eletrônicas no Brasil. De acordo com o ministro Alexandre de Moraes, a investigação deve ser iniciada imediatamente. O conteúdo será anexado ao inquérito já em curso na Corte que investiga fake news.
Conforme antecipado pela CNN Brasil, as determinações do ministro incluem a transcrição integral da live em que Bolsonaro prometeu apresentar provas de fraude eleitoral (reveja), assim como a oitiva em até 10 dias de todos os que de alguma forma participaram do pronunciamento na condição de testemunha.
A relação inclui o ministro da Justiça, Anderson Torres, Eduardo Gomes, coronel reformado do Exército, e Jeferson Lordano, youtuber. A decisão de Moraes atende ao pedido aprovado por unanimidade pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última segunda-feira (2).

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem