últimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Veja os tipos de colesterol, prevenção e como medir corretamente.



                                                      Imagem: Reprodução/Google
Primeiro, o colesterol é conhecido como uma das principais causas de doença cardíaca coronariana. Ou seja, doenças causadas pelo acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos do coração. No entanto, existem diferentes tipos de colesterol, responsáveis por indicar o estado de saúde cardíaca.
Acima de tudo, o colesterol é um tipo de gordura produzida naturalmente pelo corpo. Em geral, tem a função de manter o funcionamento das células, mas também de produzir hormônios e até vitamina D. Apesar disso, complicações coronárias surgem quando há excesso de colesterol no sangue.
Comumente, para identificar os níveis e tipos de colesterol no corpo é utilizado um exame de sangue com jejum de 12 horas. Dessa forma, é possível medir não só a quantidade de colesterol, mas todos os tipos de gordura presentes no sangue. Como consequência, é mais fácil agir preventivamente com problemas cardiovasculares, como infarto ou hipertensão.
Quais são os tipos de colesterol?
No início, existem quatro tipos diferentes de colesterol, e conhecê-los facilita a identificação de níveis no exame de sangue. Embora os médicos sejam responsáveis pela interpretação dos exames, é importante conhecer os tipos para cuidar da própria saúde a longo prazo.
Além disso, os níveis elevados nem sempre são indicadores de preocupação, pois depende de qual tipo é alto. Portanto, pode-se identificar como o corpo reagirá a essa gordura.
Finalmente, conheça os seguintes tipos de colesterol:
1) Colesterol HDL, o tipo de colesterol "bom"
Primeiro, o HDL é conhecido como um colesterol "bom". Portanto, é o que mais deve aparecer nos exames de sangue para ter saúde regular.
Em geral, esse tipo de colesterol é produzido naturalmente pelo corpo, e a indicação é que ele sempre permanece acima de 40mg/dL nos testes. Nesse sentido, recomenda-se uma dieta variada e exercícios regulares para manter bons níveis de HDL. No entanto, também é importante evitar o tabagismo e o consumo excessivo de álcool.
2) Colesterol LDL, o tipo de colesterol "ruim"
Por outro lado, LDL é o tipo de colesterol "ruim". Em outras palavras, deve ser sempre controlado e apresentar controle rigoroso para evitar complicações. Comumente, os níveis devem ser iguais ou inferiores a 130mg/dL.
Por isso, recomenda-se uma dieta com baixo teor de açúcar e gordura. Além disso, a prática de exercícios físicos três vezes por semana é um importante aliado. No entanto, é possível que o médico ainda indique medicamentos para ajudar a controlar o LDL.
3) Colesterol VLDL
Tipos de colesterol - entenda o que são e como medir corretamente
Basicamente, esse tipo de colesterol é responsável pelo transporte de triglicérides, mas também aumenta o risco de doença cardíaca coronariana. Assim, o valor ideal para VLDL é de até 30 mg/dL. No entanto, essa classificação tem menor relevância em relação aos outros dois.
4) Colesterol total
Finalmente, o colesterol total representa a soma dos três anteriores. Ou seja, é uma forma de unificar as outras médias e obter uma noção mais ampla do risco de doenças cardiovasculares.
Nesse sentido, os valores totais de colesterol não podem ser superiores a 190 mg/dL. No entanto, é possível que os testes tenham um número maior, por causa da alta taxa de HDL. Por se trata de um tipo considerado bom, a percepção e interpretação dos exames muda.
Portanto, você não pode interpretar os números à letra. Apesar disso, é importante estar atento às taxas individuais ao pensar no colesterol total. Em geral, recomenda-se dietas equilibradas e exercícios físicos regulares, bem como no caso de outras taxas.
Fontes de colesterol
Acima de tudo, as principais fontes de gorduras boas e ruins residem na natureza. No entanto, a forma como cada alimento é preparado determina a utilização de nutrientes.
Consequentemente, como o corpo absorverá cada alimento e processará as substâncias presentes.
Assim, boas fontes de gordura envolvem azeite ou óleo de canola. No entanto, frutas como o abacate também contribuem para bons tipos de colesterol. Além disso, nozes, calyse, sardinhas e até salmão contam para o equilíbrio do corpo.
Em contraste, gorduras ruins envolvem alimentos cotidianos, como pele de frango cozido, por exemplo. Além disso, queijos amarelos, alimentos para salsicha e maionese são fontes de gorduras nocivas para o corpo. Por fim, mesmo o consumo excessivo de leite, carne vermelha e fritura pode levantar problemas de saúde.  Fonte : www.redebrasilnews.com.br

Postar um comentário

0 Comentários