Justiça dá 15 dias para Amado Batista explicar acusações contra Lula e seus filhos

Cantor bolsonarista terá que se manifestar em 15 dias sobre declarações de que o ex-presidente e seus filhos teriam praticado roubo durante os governos petistas


O Tribunal de Justiça de Pernambuco deu prazo de 15 dias para que o cantor Amado Batista se manifeste sobre as acusações feitas por ele contra o ex-presidente Lula e seus filhos. As informação é da jornalista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo.
O cantor bolsonarista afirmou durante o programa “Frente a Frente”, transmitido pela Rede Nordeste de Rádio. “Antes do Bolsonaro, o dinheiro brasileiro era investido para ajudar países comunistas”, afirmou o apresentador Magno Martins, que disse citar o ministro do Turismo, Gilson Machado.
Amado, então, completou: “Além de roubar pra caramba, né? Além de ter roubado pra caramba. Existem pessoas que eram pobres antes do comunismo aqui, antes da esquerda, e que estão milionários hoje.”
O cantor Amado Batista também chegou a afirmar na entrevista que um dos filhos de Lula é latifundiário. “É só ir pro Pará, lá pro Mato Grosso, para vocês verem. Ao vivo e a cores.”

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem