Brumado: APLB considera prematuro retorno das aulas presenciais e aponta insegurança dos professores



A volta às aulas presenciais foi anunciada pela prefeitura de Brumado para a próxima segunda-feira (26). Para o diretor da APLB Sindicato, Gilvan Moreira, o momento ainda é muito crítico e incerto para essa retomada. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, ele destacou que a cidade de Brumado possui um nível de contágio muito alto e não se pode naturalizar a morte. “A gente defende a vacinação com a segunda dose e os 15 dias de tolerância justamente para os professores ficarem imunizados”, declarou, acrescentando que os professores ainda se sentem inseguros e temerosos com a decisão. Moreira questionou se o Município está realmente preparado e estruturado para garantir o retorno seguro das aulas, tendo em vista que os professores sequer participaram das discussões e planejamento envolvendo a volta às salas de aula. “Não há uma segurança de fato. Os colegas estão extremamente aflitos porque é uma questão de vida ou morte. Quem propõe a volta tem que assumir a responsabilidade. Se tiver mortes, alguém terá que assumir isso”, asseverou.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
-- Composite Start -->