últimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Gleisi Hoffmann: ‘Caiu hoje no STF mais uma farsa da Lava Jato contra Lula’


A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), disse que caiu hoje no Supremo Tribunal Federal (STF) mais uma farsa da Lava Jato e do ex-juiz Sergio Moro contra o ex-presidente Lula.
Segundo informou a dirigente petista, o ministro Ricardo Lewandowski reafirmou a autenticidade das mensagens apreendidas nas Spoofing ao reconhecer que os arquivos de leniência da Odebrecht foram manipulados.

“STF anulou hoje mais uma farsa usada nos processos contra Lula. Desta vez, os arquivos manipulados da leniência da Odebrecht. E o min. Lewandowski ainda reafirmou a autenticidade das mensagens apreendidas nas Spoofing. A verdade está vencendo”, disse Gleisi.

Lewandowski anulou nesta segunda-feira (28/6) as provas produzidas contra o ex-presidente Lula pela Odebrecht em acordo de leniência com a Lava Jato, impedindo seu uso pela Justiça Federal de Brasília.

A decisão do ministro Lewandowski reconhece as mensagens extraídas dos arquivos oficiais da Operação Spoofing com autorização do Supremo Tribunal Federal, o que confirma a atuação ilegal do ex-juiz Sergio Moro e dos procuradores da “lava jato”.

A decisão foi tomada inicialmente em relação ao inquérito relacionado à sede do Instituto Lula, no qual o ex-presidente chegou a ser considerado réu com mais três pessoas.

Veja abaixo a nota da defesa do ex-presidente Lula:

“A decisão proferida hoje é fruto de um questionamento que iniciamos em 2017 e reconhece a autenticidade das mensagens que extraímos dos arquivos oficiais da Operação Spoofing com autorização do Supremo Tribunal Federal, mostrando uma atuação manifestamente ilegal do ex-juiz Sergio Moro e dos procuradores da “lava jato” nos casos do ex-presidente Lula. Reconhece, ainda, que provamos a ocorrência de cooperação internacional ilegal no acordo de leniência da Odebrecht, de modo a torná-lo imprestável em relação a Lula, para além das nulidades já sedimentadas e que decorrem da suspeição do ex-juiz Sergio Moro e da incompetência da Justiça Federal de Curitiba”. – Cristiano Zanin e Valeska Martins
Despacho reconhece autenticidade das mensagens

“Salta à vista que, quando o Supremo Tribunal Federal declarou a incompetência do ex-juiz Sérgio Moro para o julgamento de Luiz Inácio Lula da Silva, reconheceu também, implicitamente, a incompetência dos integrantes da força-tarefa Lava Jato responsáveis pelas investigações e, ao final, pela apresentação da denúncia”, afirma Lewandowski no despacho.

Lewandowski afirmou que os diálogos mostram que houve um conluio entre o MP e o ex-juiz Sergio Moro, sendo que as mensagens não foram desmentidas. O ministro diz que a perícia realizada pela PF no material apreendido em nenhum momento “atestaram a ausência de autenticidade do material apreendido na Operação Spoofing”.

Postar um comentário

0 Comentários