CPI da COVID | ex-ministro Mandetta diz que atitude de Bolsonaro agravou a Pandemia do Coronavírus



O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou ter alertado “sistematicamente” o presidente da República Brasileira Jair Messias Bolsonaro sobre as “gravíssimas consequências” de suas posturas sobre a Pandemia do Coronavírus, ao depor nesta terça-feira (4) na Comissão Parlamentar de Ínquerito que define as responsabilidades na tragédia que deixou mais de 408.000 mortos no Brasil. “Recomendamos expressamente que a Presidência revisse a postura, pois poderia gerar colapso do sistema da saúde“, afirmou Mandetta, que deixou o cargo em abril do ano passado, por defender o distanciamento social como forma de contenção do vírus. “Todas as recomendações, as fiz. Em público, nos boletins, nos conselhos de ministros, diretamente ao presidente, a todos os secretários de Saúde”, endossou Mandetta. “Nunca tive discussão áspera, mas sempre coloquei (as recomendações) de maneira muito clara.” Como prova, o ex-ministro entregou uma carta em que alertava o presidente sobre o crescimento dos riscos do coronavírus ainda durante a sua gestão no comando da pasta. Confira todos os detalhes na reportagem do A TARDE.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem