últimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Com 100% das UTIs ocupadas, situação no oeste baiano é ‘muito grave’, diz Rui | Reconvale Noticias




O governador Rui Costa (PT) informou nesta sexta-feira (14) que os leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para pacientes com Covid-19 atingiram 100% de ocupação no oeste baiano. Segundo o governador, a situação por lá “é muito grave”, uma vez que o avanço da pandemia poderá resultar em uma terceira onda de contaminações. À tarde, o chefe do Executivo se reunirá com gestores das cidades da região para discutir restrições a serem adotadas contra a propagação do vírus.


“O oeste da Bahia, infelizmente, hoje é a pior região do estado, com 100% de lotação e números muito altos. Eu tenho uma região hoje com as três regiões de saúde do oeste da Bahia. Lá são três regiões: de Ibotirama, Santa Maria da Vitória/Lapa e Barreiras. Vou me reunir daqui a pouco com eles, via internet, para adotar medidas restritivas e ver se contém o crescimento lá no oeste a situação está muito grave lá”, declarou ele, durante entrega de obras no município de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador.


Salvador
Embora apresente uma taxa de ocupação de UTIs relativamente inferior (76%), a capital baiana também precisa ficar em alerta, já que tem havido aumento na procura por gripários e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), disse o governador.


“Essa doença vai por etapas, né? O primeiro sinal de alerta é quando você começa a ter os gripários e as UPAs aumentando a procura. Nos últimos três dias, em Salvador, está crescendo, dia após dias, a procura nos gripários e nas UPAs. Então é um sinal de alerta de que é preciso ter cuidado.


Por isso eu estou chamando a atenção da população que redobre os cuidados. Quando estiver na rua, usar máscara, e principalmente quando estiver em ambiente fechado, em loja, shopping, restaurante. Todo cuidado é pouco pra gente evitar uma terceira onda. Porque senão o prejuízo é pra todo mundo. Os sinais estão sendo dados: três dias seguidos de crescimento”, afirmou Rui Costa.

Postar um comentário

0 Comentários