últimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Bandeirante, compositor de 'Fuscão Preto', morre vítima da Covid-19 em Minas

Captura%2Bde%2BTela%2B2021-04-23%2B%25C3%25A0s%2B18.48.13

 

O cantor sertanejo Gilberto Felício Silveira, "Bandeirante", de 63 anos, morreu nessa quinta-feira (22) em Pouso Alegre, região Sul de Minas Gerais vítima da Covid-19. O principal hit do compositor é a música "Fuscão Preto", de 1979, que foi gravada pelo grupo Trio Parada Dura posteriormente. Bandeirante precisou ser internado às pressas por complicações da doença e, pouco tempo antes, estava em isolamento domiciliar.

"Uma perda muito grande que a gente teve, de um parceiro de mais de 40 anos de carreira, mas não só eu perdi, como os amigos perderam, a família, os fãs também, nós temos uma carreira muito bonita que a mídia ainda não conhece, viajamos o Brasil todo, gravamos o nosso primeiro LP na Gravadora Xororó em São Paulo, Bandeirante, Zé Batista e Darlon. Depois nós fomos contratados pela Gravadora Copacabana, gravamos um LP por eles também, onde nós vendemos mais de 100 mil cópias depois que já tínhamos gravado o 'Fuscão Preto'. O 'Fuscão Preto' com Bandeirante e Zé Batista vendeu muitas mil cópias, com o Darlon", contou ao "G1" o parceiro de dupla de Bandeirante, Zé Batista.

O cantor lançou 12 discos em sua carreira, sendo o último deles divulgado em 2011, em comemoração ao aniversário de 30 anos da reunião com Zé Batista. Nos últimos anos, Bandeirante trabalhava como locutor durante madrugadas na "Rádio Clube AM", de Pouso Alegre, onde vivia. Ele deixa esposa, filhos e netos. //OTempo

Postar um comentário

0 Comentários