Governo corta mais 2,4 milhões de beneficiários do auxílio emergencial

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Governo corta mais 2,4 milhões de beneficiários do auxílio emergencial




Ogoverno do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cortou cerca de 2,4 milhões de brasileiros durante o pagamento dos ciclos 3, 4 e 5 do auxílio emergencial, realizado entre 9 de outubro e o próximo dia 12 de dezembro.


O Metrópoles chegou ao resultado subtraindo o número de beneficiários em diferentes períodos. No total, o pagamento do auxílio emergencial contempla, atualmente, mais ou menos 40,8 milhões de indivíduos.

Há dois meses, porém, em coletiva realizada no dia 29 de setembro, o governo anunciou que eram 43,2 milhões de pessoas aptas a receber o benefício. Esses dados foram confirmados pela Caixa Econômica Federal. A diferença entre esse número e o atual seria o total de beneficiários cortados.


Oficialmente, o governo federal não confirma a quantidade de brasileiros excluídos do pagamento do benefício, mas admite que realiza uma “atualização” da base de dados mensalmente.

Esse grupo inclui informais, autônomos, desempregados e MEIs que se cadastraram no aplicativo ou site ou que estão inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). Ao juntar com os beneficiários do Bolsa Família, o corte é maior ainda.
                                  Fonte: Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários