Mãe de quatro filhos é sequestrada e assassinada a tiros no Bairro Setor Bahia Sul em Teixeira de Freitas - Reconvale Noticias

Notícias de Última Hora

Mãe de quatro filhos é sequestrada e assassinada a tiros no Bairro Setor Bahia Sul em Teixeira de Freitas

Teixeira de Freitas: Uma mulher, identificada como sendo, Paloma Ferreira da Costa, foi morta a tiros na Rua Bernardino Pereira, no Bairro Setor Bahia Sul, por volta das 20h30, desta segunda-feira, 24 de agosto. A vítima completou 23 anos dia (23 de agosto), era mãe de 04 filhas, e morava no Bairro Vila Vargas.

Segundo informações de moradores do bairro Setor Bahia Sul, foram ouvidos tiros e em seguida, um carro GM Onix, de cor branca, placa não anotada, saiu em fuga. Os moradores foram ver o que havia acontecido, e viram a vítima caída, já morta. Os moradores acionaram a Polícia Militar, que esteve no local e tomou as primeiras providências. Várias viaturas fizeram rondas pelo bairro e imediações, na tentativa de localizar e prender os assassinos, mas, até o fechamento desta reportagem, ninguém havia sido preso.

O delegado de plantão, Júlio César Telles, juntamente com uma equipe do DPT, esteve no local e realizou os trabalhos de praxe. Logo em seguida, o delegado autorizou a remoção do do corpo para o IML de Teixeira de Freitas.


Segundo informações da polícia, a Paloma estava dentro do veículo que foi interceptado por criminosos, na manhã desta segunda-feira, na Avenida São Paulo, em frente ao cemitério velho. Na ação, o motorista Manoel Bispo foi alvejado a tiros e morreu no HMTF. Segundo testemunhas, a Paloma foi sequestrada pelos bandidos, no Bairro Tancredo Neves e foi assassinada no Setor Bahia Sul. Segundo a perícia, a vítima foi alvejada por 06 tiros, sendo 05 na cabeça e 01 nas costas. 

Nenhum projétil ou cápsula de munição foi encontrado no local, o que indica que pode ter sido usado um revólver na ação. Na sala de necropsia, poderá ser identificado o calibre da arma utilizada. Um inquérito policial foi instaurado para investigar a autoria e motivação do crime. // Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Nenhum comentário