Hospital de Porto Seguro (HDLEM) desmente versão de demissão de médica - Reconvale Noticias

Notícias de Última Hora

Hospital de Porto Seguro (HDLEM) desmente versão de demissão de médica



O Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães (HDLEM) desmentiu, através de nota, nesta quinta-feira, 02/07, que a médica Raissa Soares fora demitida pela instituição.

De acordo a nota do hospital e, posteriormente, a própria profissional postou vídeo nas redes sociais, confirmando a versão da instituição; a iniciativa de se desligar da instituição partiu da própria Raissa, que alegou indisponibilidade de tempo para atender a carga horária sugerida pela administração da instituição; sendo que, já a um bom tempo, suas atividades vêm sendo cobertas por outros médicos da instituição, situação admitida no vídeo gravado pela própria profissional.

O afastamento da médica gerou muitas especulações no município devido às suas constantes aparições, em vídeos gravados pela própria Raissa, e postados em redes sociais, com personalidades políticas como Magno Malta, e declarações de políticos como Carla Zambelli e o presidente Jair Bolsonaro, em defesa do uso do medicamento Hidroxicloroquina no combate ao coronavírus. O uso deste medicamento foi abandonado pelas autoridades mundiais de saúde e no Brasil o assunto é tratado com enorme viés político, desde que o presidente Bolsonaro demitiu dois ministros da saúde por não aceitarem o uso do medicamento, e o mesmo ter assumido, publicamente, a defesa e o receituário da substancia.

A médica demissionária, Raíssa Soares, vinha sustentando a defesa do uso do medicamento, em diversos vídeos nas redes sociais e, num último desses, aparece solicitando ao presidente Bolsonaro que enviasse o medicamento para Porto Seguro para que a população tivesse acesso. O pedido parece ter sido atendido pelo presidente, o que foi muito comemorado pelos seus seguidores no município e fomentou as especulações de que a médica havia sido demitida devido a este alinhamento ao presidente, reconhecidamente oposição ao governador do Estado, Rui Costa.

Veja abaixo a nota do hospital na íntegra:

*Nota HRDLEM (Ascom)

“O Hospital Regional Deputado Luis Eduardo Magalhães (HRDLEM), situado em Porto Seguro e administrado pelo Instituto de Gestão e Humanização (IGH), esclarece que a médica Raissa Soares fez parte do quadro clínico da Unidade com carga horária reduzida, cumprindo apenas com 2 plantões mensais.

Dra Raissa foi admitida há 1 ano, e agora, diante dos fluxos de renovação contratual, o setor responsável procurou a profissional, esclarecendo a necessidade de aumento da carga horária, tendo em vista que necessitamos de plantonistas com maior disponibilidade.

Diante disso, a própria médica, optou pela não renovação do contrato, com a justificativa da grande demanda de trabalho nesse período de enfrentamento ao Coronavírus, onde ela é diretora da UPA e tem priorizado também os atendimentos em um Hospital particular.

A diretoria do HRDLEM lamenta essa deturpação dos fatos. A abordagem foi para ampliação da jornada, uma vez que a escala vem necessitando de reforços. A profissional, no entanto, reconheceu suas dificuldades frente aos compromissos externos que executa, e compreendemos o seu relevante papel. “Reitero que o nosso compromisso é com a saúde da população.”

Nenhum comentário