Prefeito não enxerga respaldo técnico ou científico para o fechamento do comércio de Brumado


Durante a reunião da comissão de enfrentamento ao coronavírus, realizada na manhã desta sexta-feira (19), o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) destacou que a administração sempre levou em consideração dados técnicos e científicos do avanço da Covid-19 para decretar as flexibilizações de funcionamento do comércio em Brumado. “Tivemos a concordância da Justiça local. Sempre atuamos dentro da nossa realidade. A Bahia é um estado muito dispare. Você tem uma coisa em um canto, que é totalmente diferente em outro, até culturalmente. A nossa capital diverge de todo estado, sobretudo da nossa região”, afirmou. Para o prefeito, a decisão foi baseada em uma realidade diversa da vivida no município. As declarações foram respaldadas pelo secretário municipal de saúde, Cláudio Feres, que argumentou que a curva de progressão da doença está sendo achatada na cidade. Ele também salientou que não se pode por a culpa do surgimento de novos casos no comércio, decretando o seu fechamento, uma vez que o mesmo vem seguido as diretrizes sanitárias e de higiene devidas.


Postar um comentário

0 Comentários