Notícias de Última Hora

Dino sobre coletiva de Moro: ‘Confessou mais uma ilegalidade’



O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) usou as suas redes para afirmar que ficou espantando com a revelação feita por Sérgio Moro de que teria acertado uma pensão com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) quando aceitou o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública.

“Moro, infelizmente, confessa mais uma ilegalidade: pediu pensão ou algo similar pra aceitar um cargo em comissão. Algo nunca antes visto na história. E tal condição foi aceita? Não posso deixar de registrar o espanto”, escreveu Dino no Twitter.

Durante a coletiva de imprensa nesta sexta-feira (24) para anunciar sua saída do governo federal, Moro revelou que a “única condição” que colocou a Bolsonaro para assumir o ministério foi que seus familiares não ficassem desamparados se alguma coisa o acontecesse.

“Assumi esse cargo, fui criticado, entendo essas críticas. O objetivo era aprofundar o combate à corrupção. Uma única condição eu coloquei, não ia revelar, mas agora não faz mais sentido esconder. Como eu estava abandonando 22 anos de magistratura perdi a previdência. Pedi apenas que se algo me acontecesse, que a minha família não ficasse desamparada, sem uma atenção. Foi a única condição que coloquei para assumir o ministério da Justiça”, afirmou Moro.


Compartilhe agora!

Nenhum comentário