Notícias de Última Hora

De férias no Brasil, Talisca admite saudade da torcida do Bahia e manda recado: "Um dia eu volto"

https://www.reconvale.com/
Talisca é mais um exemplo de jogadores que estavam de férias no Brasil durante o início da pandemia do coronavírus e não puderam retornar ao país em que atuam — no caso dele, a China. O Jogador do Guangzhou segue 'preso' em Salvador, onde por anos defendeu o Esporte Clube Bahia.
Com o Campeonato Chinês parado e sem poder retornar para a Ásia, Talisca tratou de aproveitar a sua estadia no Brasil para usufruir do seu centro de treinamento particular em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, construído no ano passado justamente para ele poder manter a forma enquanto está no Brasil.
Mas só o CT não bastava para Talisca. Depois de conversas com o seu staff, o jogador resolveu investir também em uma equipe médica particular, assim como acontece com Cristiano Ronaldo, astro da Juventus, na Europa. Nutricionista, preparador físico, médico... Tudo que um atleta de alto rendimento necessita, em qualquer época do ano.
"A ideia partiu, inicialmente, de uma necessidade que eu identifiquei que tinha enquanto atleta profissional. Conversando com meu gestor de imagem, chegamos ao exemplo de Cristiano Ronaldo e percebemos que era algo a ser seguido e tratado como referência. Em seguida, montamos o departamento médico e eles [staff] passaram a cuidar da estrutura", disse ao portal UOL Esporte.
Com a estrutura montada em seu condomínio e os profissionais à disposição, Talisca vem mantendo a forma enquanto o campeonato na China continua parado.
"O CT foi entregue no segundo semestre do ano passado. A ideia é ter uma estrutura própria que atenda a demanda enquanto eu estiver de férias ou sempre que for preciso vir ao Brasil por qualquer motivo. Como atleta de alto rendimento, penso que não posso jamais ficar sem preparo físico e técnico", analisa o atleta, para depois detalhar toda estrutura de seu centro de treinamento. O CT tem sala de fisioterapia, musculação, sauna, campo gramado, vestiário... Foi tudo pensado de acordo com as necessidades de um jogador de futebol. Não nos falta absolutamente nada, graças a Deus", acrescenta Talisca. 
Com o futebol parado em todo mundo, jogadores profissionais vêm mantendo a forma como - e onde - podem. E aproveitando a estrutura montada em seu condomínio, Talisca passou a receber no CT uma série de outros atletas para treinos. 
"William Farias [ex-São Paulo, Vitória, Coritiba e atualmente no Sport], Felipe Garcia [Vitória], Edcarlos (ex-São Paulo], Eduardo Neto [ex-Botafogo e Bahia], Rafaelle Souza [seleção brasileira feminina], entre outros", conta.
Por fim, o meia atacante revelou que sente saudade do Bahia, seu clube formador. 
"Sinto saudade, sim, de tudo aqui na minha Bahia. Do Bahia, do torcedor, do clube. Da Bahia, da nossa gente, da minha família e do clima. Mas os desafios da profissão a gente conhece e se acostuma desde cedo. Sei que preciso encarar isso e levo numa boa. Um dia estarei de volta. Enquanto isso, sigo dando meu melhor no Guangzhou".

Nenhum comentário