Notícias de Última Hora

Rodrigo Maia diz que Bolsonaro está cometendo um “atentado à saúde pública” ao fazer pouco caso da pandemia de coronavírus



Opresidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), utilizou as suas redes sociais neste domingo (15) para criticar a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) frente à pandemia de coronavírus. Ele classificou como “um atentando à saúde pública” o fato de Bolsonaro ter participado, hoje em Brasília, das manifestações contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal.

“O mundo está passando por uma crise sem precedentes. O Banco Central americano e o da Nova Zelândia acabam de baixar os juros; na Alemanha e na Espanha, os governos decretam o fechamento das fronteiras. Há um esforço global para conter o vírus e a crise”, escreveu Maia.

“Por aqui, o Presidente da República ignora e desautoriza o seu ministro da Saúde e os técnicos do ministério, fazendo pouco caso da pandemia e encorajando as pessoas a sair às ruas. Isso é um atentado à saúde pública que contraria as orientações do seu próprio governo”, continuou.

Em uma séria de tweets, ele afirmou que Bolsonaro deveria estar no Palácio do Planalto coordenando um gabinete de crise para dar respostas e soluções para o país, mas “está mais preocupado em assistir às manifestações que atentam contra as instituições e a saúde da população”.

Maia destacou que a economia mundial está desacelerando rapidamente e o Brasil sofrerá consequências. “A situação é preocupante e exige de todos nós serenidade, racionalidade, união de esforços e respeito. Somos maduros o suficiente para agir com o bom senso que o momento pede”, finalizou.


Nenhum comentário