Breaking News

Mais um caso suspeito de coronavírus é registrado na Bahia

A prefeitura de Juazeiro, no norte da Bahia, confirmou o primeiro caso suspeito do novo coronavírus na cidade. Trata-se de uma mulher, residente do Vale do São Francisco, que veio do exterior há pouco mais de sete dias e apresentou os sintomas relacionados ao COVID-19. Todas as medidas estão sendo tomadas com base no fluxo elaborado pela Vigilância Epidemiológica Municipal e o Núcleo Regional de Saúde da Região Norte.

A paciente teve material coletado que foi enviado para o Laboratório Central de Salvador (Lacen) e o município aguarda o resultado. As pessoas que tiveram contato com a mesma estão sob monitoramento e todos estão sendo assistidos.

A Secretaria de Saúde de Juazeiro informa ainda que todos estão em quarentena domiciliar, com quadro de saúde estável, sem nenhuma gravidade e reforça ainda que o município está com as equipes de saúde preparadas para encaminhamentos em tempo hábil e assistência aos munícipes.
RECÔNCAVO BAIANO
A Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab) recebeu uma notificação na tarde da última segunda-feira (09) da entrada no Hospital Regional de uma paciente recém chegada do exterior apresentando sintomas parecidos com o COVID-19. A mulher é natural de Santo Antônio de Jesus, mas reside na Europa e veio a cidade há poucos dias para visitar os familiares. Foi justamente no ceio familiar, que a mulher apresentou os sintomas que despertou o alerta da equipe plantonista que atendeu a paciente. Informações mais atualizadas dão conta de que amostras de sangue da mulher foram coletadas para a realização de exames laboratoriais. A mulher com a suspeita de COVID-19 foi liberada e encontra-se na casa de familiares. Os motivos pelos quais o hospital liberou a paciente ainda é mantido em sigilo. Sabe-se que a mulher é mantida em casa sob acompanhamento médico e com diversas restrinções. O caso ainda é tido como suspeito até a confirmação dos exames. Em todo o estado, já são mais de 140 casos suspeitos contabilizados pela Sesab.

Nenhum comentário